Agora está mais fácil ir aos Estados Unidos; saiba como tirar o visto americano  


  Estados Unidos  17126 visualizações

Os Estados Unidos é um dos países mais visitados do mundo. Além de pontos turísticos conhecidos no mundo inteiro, como as praias e parques temáticos da Flórida, metrópoles multiculturais e cheias de atrações como Nova York e Los Angeles, cassinos e vida noturna de Las Vegas, culinária com os famosos fast food e muito mais. 

Mas antes de pensar em tudo isso, é fundamental que o turista solicite o visto americano. Nos últimos anos, as regras para retirar os documentos necessários para ir aos Estados Unidos no Brasil ficaram menos rígidas e atualmente o país se tornou um dos destinos favoritos dos brasileiros.

Visto para turismo

Para quem deseja fazer turismo nos EUA, é necessário o solicitante fazer dois agendamentos. Um no Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) e outro no Consulado.

Antes de comparecer a estes dois locais, o solicitante deve preencher o formulário online para solicitação de visto DS-160 (disponível aqui: https://ceac.state.gov/genniv/). Esse formulário só poderá ser preenchido online e será necessário imprimir a confirmação da DS-160, que é o documento oficial da solicitação do Visto Americano. 

É importante ressaltar que o preenchimento deste documento não pode ter rasuras e nem qualquer tipo de erro. Este deslize pode custar a sua viagem aos EUA, pois 60% dos casos em que o visto é negado ocorre nesta etapa.

Henrique Rodrigues adicionou foto de Estados Unidos Foto 1

O próximo passo para solicitar o visto é criar sua conta no site oficial de Agendamento do Departamento do Estado Americano (https://ais.usvisa-info.com/pt-BR/niv). É por meio desta conta que será possível emitir o boleto do Citibank para pagamento da taxa do Visto ou pagar por cartão de crédito internacional. O custo é de 160 dólares (para turismo e para estudantes). 

É fundamental o preenchmento correto dos seus dados, pois é por meio destas informações que o Consulado americano vai enviar o seu passaporte com o Visto via Sedex ou DHL Express.

Após o pagamento, compareça ao CASV na data agendada (como destacado acima) para apresentar os seguintes documentos, além de colher suas impressões digitais e foto : 1) passaportes válidos por pelo menos seis meses da data da viagem; 2) passaportes anteriores com os vistos válidos ou vencidos; 3) O formulário DS-160 devidamente preenchido.

Caso seu visto seja aprovado, você receberá seu passaporte com o visto dentro de 10 dias úteis após sua entrevista. Caso tenha optado por retirar o passaporte com o Visto Americano no CASV, basta entrar na conta de agendamento e agendar o dia para retirar seu documento com o Visto Americano, porém você precisará entrar todo dia para ver quando a opções "retirar documentos" estará habilitada.

Visto de estudante

As regras para solicitar o visto para estudante nos EUA são diferentes do que é feito para turista.

O estudante que irá estudar em tempo integral nos Estados Unidos tem de solicitar o visto F-1 ou M-1. Caso tenha esposa e filhos, os mesmos, respectivamente receberão um visto F-2 e M-2. Como intercambista "exchanger visitor" o estudante receberá o visto J-1.

Ao fechar com um curso nos EUA para um curso de tempo integral, o estudante deverá receber um formulário chamado I-20. Este formulário é o documento necessário para solicitar um visto de estudante F-1. Já no caso de o estudante estrangeiro ir para os Estados Unidos como intercambista, a organização americana ou a agência de governo que está providenciando sua viagem deverá enviar-lhe um formulário conhecido como IAP-66, que é o documento necessário para solicitação e obtenção do visto J-1.

Os estudantes matriculados em escolas técnicas recebem o visto M. Porém é importante lembrar que, caso o estudante entre no país com um visto M e depois decida se transferir para um “College”, “University” ou curso intensivo de inglês, sob hipótese alguma será possível mudar o visto de M para F. 

Entretanto, caso a opção do estudante for a inversa, ou seja, entrar nos Estados Unidos com um visto F e mudar para o M, o procedimento é possível desde que o ele solicite sua transferência para uma escola técnica.

Se o estudante optar por um curso de inglês nos EUA, após ser aceito pela escola irá receber da instituição o formulário I-20 que deverá se preenchido corretamente para a solicitação do visto.

Já no caso de o estudante ir para os EUA cursar inglês para depois entrar em um “College” ou “University”, a Embaixada ou Consulado Americano no Brasil podem exigir uma espécie de carta de admissão (conditional acceptance) da instituição que o estudante pretende cursar após concluir o curso de inglês. 

Nesta carta de admissão condicional, a própria instituição se compromete a aceitar o estudante em uma data posterior, caso o aluno complete seu curso de inglês de forma satisfatória. Nesse caso, o aluno também precisará de um formulário I-20 encaminhado pela escola de inglês para obter seu visto.

Após receber o formulário I-20 ou IAP-66, o solicitante deve preenchê-lo corretamente e levá-lo juntamente com seu passaporte à Embaixada ou Consulado Americano, órgão responsável pela emissão de vistos para não imigrantes.

No momento de providenciar o visto, o estudante deverá solicitar do Consulado um outro formulário conhecido como “Affidavit” ou “Support” em que deverá descrever as condições financeiras relativas à maneira como pretende custear os gastos durante sua estadia no exterior.

Assim como no visto para turismo, também existem taxas para emitir o visto para estudante. Nos programas de Au Pair, Work Program, Trainee, curso de inglês e High School é necessário o participante pagar a taxa SEVIS. O Student and Exchange Visitor Information System (SEVIS), do Department of Homeland Security (DHS), é um sistema online que mantém um banco de dados de estudantes estrangeiros e visitantes de intercâmbio. 

Esse sistema foi projetado para que os visitantes estrangeiros sigam e cumpram as condições dos vistos americanos evitando assim qualquer tentativa de permanência ilegal no país. Através deste sistema, as autoridades de imigrações norte-americanas terão controle sobre as suas datas de entrada e saída dos EUA e dos seus movimentos durante sua permanência no país.

Após o participante receber o formulário DS-2019 ou I-20, deverá acessar o site do SEVIS para fazer o pagamento da taxa através de cartão de crédito ou débito, com pelo menos 3 dias úteis antes da aplicação do visto.

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Estados Unidos,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.