O que fazer em Maceió (AL)


  Maceió  1296 visualizações

A capital alagoana é um dos principais destinos do Nordeste brasileiro. Seus 40 km de praias, das mais bonitas possíveis, vão do verde claro ao azul turquesa, e são formadas por piscinas naturais, areias douradas e imensas manchas verdes. Tudo isso já atrai turistas há muito tempo, mas nos últimos anos a região vem registrando um crescimento em pessoas interessadas no que fazer em Maceió.

E a vizinhança é nota mil: são inúmeros lugares que dá para fazer um bate-volta. Por tudo isso, o Dubbi resolveu que já estava mais do que na hora de contar o que fazer em Maceió.

DUBBI  adicionou foto de Maceió Foto 1

Praias em Maceió
Para aprender sobre um lugar, nada melhor do que receber as orientações de um local. Por isso, as dicas a seguir, da Mariana Costa, de Maceió, serão muito úteis. Ela nos ensina que a orla de Maceió inclui as praias de Ponta Verde, Pajuçara e Jatiúca. São ótimas para passeios, fotos, restaurantes, barzinhos, artesanato. Porém, mesmo com um mar calmo, não são recomendadas para banho devido à poluição (exceto, as piscinas naturais em Pajuçara). “Por isso as praias do litoral norte são mais indicadas. Elas são todas maravilhosas. Um pouco distantes da capital, mas acessíveis”, diz.

DUBBI  adicionou foto de Maceió Foto 2

Falando em litoral norte…

Praia de Ipioca
A pouco mais de 20 km ao norte do centro de Maceió está uma de suas praias mais bonitas. Ela é Ipioca, que traz consigo outra característica muito admirada: não é das mais movimentadas. Ou seja, quem procura sossego no que fazer em Maceió estará no lugar certo. Mesmo na alta temporada, o viajante poderá aproveitar com relativa calma as areias brancas e fofas, e água azul cristalina praticamente sem ondas, principalmente em suas piscinas naturais.

DUBBI  adicionou foto de Maceió Foto 3

O bar Hibiscus, na verdade uma mega barraca, é o grande point do lugar, com boas opções para comer, beber e relaxar. Assim descreve a viajante Débora Longhi, de Encantado. “Lá tem muitas camas para deitar, mesas, coqueiros, música ao vivo, massagem, restaurante, enfim, tudo que tu e tua família podem precisar”.

Barra de São Miguel
O município de Barra de São Miguel, a 34 km ao sul da capital, é presença garantida na lista de lugares a visitar para o viajante que procura o que fazer em Maceió. Como não é longe, pode ser resolvido em um simples bate-volta. E por que vale a pena?

Por causa da maravilhosa praia do Gunga
Eis a resposta. De cenário deslumbrante, é difícil eleger o que é mais bonito na praia do Gunga. Se os coqueiros a perder de vista, se a água cristalina, se a lagoa do Roteiro, que encontra com o mar, ou se as falésias coloridas. Fato é que há muito o que fazer em Maceió nesta praia, inclusive não fazer nada e ficar nas barracas só admirando suas belezas naturais, comendo e bebendo. O passeio até as falésias é um dos mais procurados - pode ser de bugue ou de quadriciclo. Aos mais corajosos, o fly boat que decola da lagoa do Roteiro garante paisagens espetaculares.

DUBBI  adicionou foto de Maceió Foto 4

Não vá embora da praia do Gunga sem antes tirar a clássica foto no mirante com os coqueirais embaixo, alerta a viajante Deyse Cunha, de Ilhéus. Chega-se até ele por meio da rodovia que dá acesso à praia.

Praia do Francês
Se há muito o que fazer em Maceió, você vai perceber que os arredores também são lotados de opções. Já falamos da praia do Gunga, agora é a vez da praia do Francês, no município de Marechal Deodoro (a 33 km da capital). Ela tem um público bem variado, assim como sua composição natural. No lado esquerdo, por exemplo, com recifes que formam piscinas naturais, encontram-se com mais frequência famílias em meio a barracas de frutos do mar. No lado direito, perto dos coqueirais, os surfistas dão a cara, pois arrebentam ondas fortes. No meio do caminho, as águas são mais calmas e tem menos gente, por isso quem mais aparece por lá são os adeptos do jet-ski e dos esportes à vela.

DUBBI  adicionou foto de Maceió Foto 5

A praia conta com estrutura suficiente para receber o viajante que queira se hospedar, com pousadas, restaurantes e lojinhas. É imprescindível, ainda, o passeio de barco até o Saco da Pedra, repleto de piscinas naturais e algumas barracas para saciar a fome e a vontade de um drink.

Maragogi
Outro bate-volta recomendado para quem busca o que fazer em Maceió são as belíssimas piscinas naturais de Maragogi. A dica fundamental é prestar atenção nas tábuas da maré, pois os mergulhos ficam suspensos quando a maré está alta.

DUBBI  adicionou foto de Maceió Foto 6

O viajante Dennis Carlotti, além de Maragogi, também fez bate-voltas para praia dos Carneiros e Porto de Galinhas, ambas em Pernambuco. 

Cânions do Xingó
Muitos viajantes que vão para Maceió ou Aracaju aproveitam para conhecer os cânions do Xingó (mais famoso no trecho do município de Canindé de São Francisco). É, no entanto, um passeio “bate-mas-não-tão-volta-assim”, pois cerca de 400 km separam a capital alagoana de lá. Mas muitas agências disponibilizam o passeio, e, se for ficar a partir de cinco dias, compensa considerar na lista do que fazer em Maceió. “Vale muuuuito a pena”, garante a viajante Tati Subtil, de Maceió. Menos do que isso, escolha aproveitar melhor as praias de Maceió e seus arredores.

Onde ficar
A viajante Pri Fujihara hospedou-se em frente a Praia de Pajuçara, na Pousada Estalagem, e super indica o lugar. “A praia é limpa, organizada, com ótima opção para curtir o pôr do sol e fazer um stand up paddle. Lá tem a Feirinha de Artesanato de Pajuçara, que dá para conhecer a cultura local e doces típicos”, conta.

DUBBI  adicionou foto de Maceió Foto 7

Onde comer
A viajante Sylvana Amaral recomenda, na orla principal, as barracas Lopana e Canoa, que “ficam juntinhas e têm o melhor serviço”. Nas imediações, ela indica outros quatro estabelecimentos. Massagueirinha, Divina Gula, Wanchako, e Akuaba Delícias Afro-Baianas.

Já o Eduardo França, de Natal, sugere, na orla, dois locais com comidas bem regionais: a Bodega do Sertão e o bar MaiKai.

Preços
O viajante Dennis Carlotti se surpreendeu muito com a viagem e as opções do que fazer em Maceió. Ele já esperava uma experiência encantadora, mas diz que a prática foi ainda melhor do que a teoria. Um aspecto, em particular, chamou-lhe a atenção: os preços. “Bem mais baratos se comparados com os de São Paulo”, diz.

Carro
Para um aproveitamento melhor do que fazer em Maceió e sua vizinhança, o carro é o melhor custo benefício, na opinião dos viajantes. “Opto sempre por alugar um carro, por poder passar mais tempo caso goste muito de algum lugar”, conta Brenda Pereira, do Rio de Janeiro. E como na lista do que fazer em Maceió estão uma enormidade de lugares “próximos, mas nem tanto”, e o transporte público não é dos mais acessíveis, o carro acaba sendo a melhor solução.

Tem mais dicas do que fazer em Maceió? Deixe nos comentários e inspire viajantes!

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

RUTECN

RUTECN  comentou 2 anos atrás

Excelentes dicas! Parabéns!

Pirenópolis VemPraPiri

Pirenópolis VemPraPiri comentou 2 anos atrás

Quero conhecer! :)

Já imaginou fazer uma viagem 100% personalizada e feita sob medida para você?!

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em criar roteiros 100% personalizados e sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e interesses e recebe uma consultoria grátis de um Especialista de viagens. Após fazer o orçamento, basta realizar o pagamento que o Instaviagem organiza toda a sua viagem do começo ao fim!

Recomendamos para você:

Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para que pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.