Viajar para se encontrar: minha história!


 França  

Sou aluna do 5º ano de Engenharia e, por muito tempo, achei que isso era o que eu queria pra minha vida. Sempre tive facilidade em exatas, pensamento lógico rápido, sempre fui muito dedicada aos estudos. Além do mais, uma carreira em engenharia é valorizada, sentia-me feliz em deixar pessoas próximas a mim orgulhosas, enquanto fazia algo que gostava.             

Mas...durante meu 3º ano de faculdade, comecei a me questionar sobre os caminhos que estava trilhando. Não me sentia feliz, mas parecia que a inércia me mantinha naquele fluxo, buscando sonhos que não eram meus, mas que eram desejo de grande parte das pessoas ao meu redor. Parecia que eu estava correndo atrás de construir aquela vida de "propaganda de margarina", sabe? Mas nunca havia me perguntado se era isso que eu queria pra mim.

Foi aí, foi nessa horinha aí que, achando que precisava "olhar minha vida de fora", decidi que faria um intercâmbio universitário de um ano. Precisava viver novas experiências. Precisava olhar pra mim com um olhar diferente. Precisava dar um breque e pensar em tudo o que estava acontecendo.

Laisy Wakidera adicionou foto de França Foto 1

Nessa hora mergulhei de cabeça. Se é pra partir, que seja pra aprender uma língua nova, viver uma vida diferente, respirar uma nova cultura. País escolhido: França!

Tudo era novidade pra mim. Morar fora do Brasil, viver uma rotina num outro idioma, chegar num país totalmente sozinha! Mas eu estava MUITO empolgada. Pela primeira vez na vida, eu estava indo atrás de algo que EU realmente queria fazer. E aí entra aquela velha história: quando você quer muito uma coisa, acredita muito em algo, tudo flui, tudo conflui.

Começando uma completa nova vida na França, tive tempo de olhar pra mim e ME ENXERGAR. Sem todos os padrões que eu achava que me definiam, questionei-me sem parar e percebi: EU PODERIA SER QUEM EU QUISESSE. Sintam a mágica e o poder dessa constatação.

Vivi um lindo sonho de um ano, incrível do começo ao fim. Morei nos Alpes franceses. Conheci 16 países. Aprendi 1 novo idioma. Surfei por vários sofás mundo afora. Pulei de parapente. Mochilei por 41 dias, sozinha. Pinguei de hostel em hostel e descobri, tendo contato com tantas culturas, línguas, comidas e pessoas diferentes, que eu nunca mais quero parar com isso.

Laisy Wakidera adicionou foto de França Foto 2

Voltei confiante, cabeça aberta, feliz. Me sentindo mais completa e sabendo que deixei um pouquinho de mim em cada canto que passei. Empatia é a grande chave das interações humanas, colaboração é o que move o mundo.

E hoje? Quem eu sou? Olha, a gente É pouca coisa nessa vida, mas sempre ESTAMOS várias. Estou um ser humano, buscando por novas experiências e tentando aproveitar o mundo. Parto para conhecer o novo, volto para compartilhar, sorrir e ser feliz. Existe tanta gente incrível nesse mundo, tanta história boa pra ser ouvida. Se eu fosse você ia lá dar uma conferida ;)

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Patricia Kameda

Patricia Kameda comentou 6 meses atrás

Que incrível sua história. As vezes precisamos ter coragem para mudarmos de rumo. Eu já fui muito criticada por simplesmente amar viajar. Sim, esse é meu hobbie. E hoje, trabalho para poder viajar. Fiz minha primeira viagem aos 16 anos e nunca mais parei. Viajar me ajudou a ser mais tolerante, paciente, sociável, independente, mais feliz. :). Quando viajamos descobrimos que somos um pingo do meio do oceano, e que temos muito para conhecer e viver. Abraços!


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.