Mochilão, Viagens Românticas, Viagens Rápidas, Gastronomia   Copenhague, Dinamarca

Dicas - Copenhagem em 48 horas

Olá,

Vou começar meu mochilão pela Europa em Copenhagem na Dinamarca. Terei apenas dois dias para conhecer a cidade. Alguma dica imperdível?
Uma das minhas maiores preocupações é o custo de vida por ali.. Alguma dica de o que e onde comer barato? Adoro uma boa comida de rua! ;)

http://www.honeytour.com.br
http://www.facebook.com/blog.honeytour

Meu perfil de viagem: Mochileiro, Gastronômico, Natureza, Fotógrafo, Romântico

Responda a dúvida de Honeytour

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

3 Respostas

Aldo Cruz

MELHOR RESPOSTA

Aldo Cruz São Paulo

respondeu 11 meses atrás

Oi Renata e Bruno

Segue um trecho do meu diário de viagem quando estive em Copenhagem. Quanto a comida barata, só fastfood mesmo. No geral as coisas na escandinávia são caras prá nós brasileiros, mas tudo é compensado pelas belezas do lugar.

A primeira impressão que se tem é que a cidade é linda e perfeita. Não é só impressão: é verdade. Super limpa, silenciosa, tranquila, ordenada, castelos e castelos. Foi a primeira vez que vi um sinal de trânsito sonoro, indicando para os cegos se eles devem parar  ou atravessar a rua. Dá para se caminhar na boa, aproveitar a cidade, mesmo com o idioma incompreensível. Lembro que caminhei muito, muito,  muito. A cidade é plana e favorece. É uma cidade de castelos, tranquila, de língua incompreensível (no problem: todo mundo também fala inglês), linda, de MUITAS BICICLETAS  e de gente solícita. Essa foi a minha impressão.  Sem esquecer  que a Dinamarca é a terra da Carlsberg e da Tuborg. Fartura de cerveja. Fiquei na cidade por dois dias e acho que andei pelos principais pontos turísticos.

Por onde andei:

  1. A pequena sereia - É o inevitável Cristo Redentor de Copenhagem. Estátua pequena, meio sem graça, mas é um dos símbolos da cidade. Tão grande quanto a Mona Lisa no Louvre, ou o Manequin Piss em Bruxelas, mas acho que tem que se ver....
  2. Torre circular - Em funcionamento desde 1642, é o observatório mais antigo da Europa, e também um símbolo da cidade. Subi, e vale a pena pela vista da cidade.
  3. Stroget- Dita a maior rua comercial de pedestres do mundo e centro nervoso da cidade. Tem um porrada de lojas de grife e de marcas normais. Tem também muitos músicos de rua, e foi aqui que vi um trio de músicos russos tocando aquele instrumento muito louco e enorme: a balalaica.
  4. Amalieborg Slotsplads – É uma praça onde fica o novo palácio real da rainha e onde ocorre a troca da guarda real. Bem turístico. Não chega a ser uma troca da guarda de Londres, mas é bacana de se ver.
  5. Rosenborg (Palácio das Rosas) Erguido pelo rei Christian IV a partir do começo do século XVII, em estilo Renascentista Holandês, foi chamado de Rosenborg em homenagem à sua esposa, Kirsten Munk, que tinha três rosas em seu brasão de família. Hoje é o museu da história real. Não entrei, mas só por fora já é lindo e em volta do palácio fica um jardim muito legal.
  6. Kastellet. É uma fortificação de tijolinhos vermelhos rodeada por um parque bem grande e bonito.
  7. Nyhavn (Porto Novo) É uma região super badalada, super  turística. Acho que é o ponto mais turístico da cidade. Era um lugar meio largado, cheio de bares baixaria, frequentado por putas e por marinheiros . Foi reformado e suas antigas casinhas se transformaram em bares e restaurantes. Lugar gostoso de passear, tomar um chopp, comer e fazer uma hora. Almocei duas vezes por aqui.
  8. Fiz um tour de barco pelos canais da cidade e foi bacana. O passeio que fiz passava pela pequena sereia, onde eu tinha ido a pé........
  9. Tem também o Tivoli Park, que é famoso. Quando fui estava em reforma, mas parece que é um dos primeiros parques de diversão  da Europa além de ter belos jardins.
  10. Christiania: Não fui porque não deu tempo, mas é um bairro que funciona como uma “comunidade”  liberal, meio hippie, meio ecológica, meio anarquista, coisas assim. Dá uma olhada na internet.

Boa viagem

rute noguchi

rute noguchi campo grande

respondeu 10 meses atrás

Oi! Passei 3 noites e dois dias em Copenhague em janeiro; um dia andando pela cidade e no outro fui ao Frederiksborg.

A cidade mesmo não é grande, e dá pra andar a pé vendo tudo. Não sei onde ficarão hospedados, mas sugiro o seguinte trajeto sequencial que fiz:

- rua Strøget (rua comercial) - Church of Our Lady (onde os herdeiros ao trono se casaram) - Kongens Nytorv (linda praça com o Teatro Real, a Embaixada Francesa e o Hotel D'Angleterre) - Kastellet (fortaleza) - Pequena Sereia - Amalienborg (palácio) - Nyhavn (charmoso canal, restaurantes caros) - Christiansborg (lindíssima sede do Parlamento).

No outro dia acordei tarde e só fui ao Frederiksborg, lindo! Mas sugiro que vão primeiro neste e depois no Kronborg.

Prestem atenção na palavra 'rabat', que significa desconto. E pra comer, nem esquenta. Tem 7 Eleven com sanduíches deliciosos em todo lugar, E kebaberias. Se quiserem uma noite agradável, com garotos ótimos na guitarra e cantando, dêem um pulo na Streckers Pub, na rua Strøget, pertinho da Our Lady; lá é petiscar, beber e ouvir boa música.

Tiago Imperatori

Tiago Imperatori Lajeado

respondeu 10 meses atrás

Honeytour, fiquei uns 3 dias na cidade e a minha escolha foi de fazer um Free Walking Tour, ou seja, um city tour a pé com guias ótimos pelos principais pontos turísticos da cidade, incluindo o Parlamento, centro, Parque Tivoli, Praça Central, porto atual e o antigo Nyhavn, a estátua da Pequena Sereia, entre outros.

Fora isso optei por conhecer a fábrica de cerveja da Calrsberg (vale a pena) e em um dia conhecer a cidade de Mälmo, na Suécia, pegando um trem que atravessa a famosa ponte (dê uma pesquisada para ter noção).

Vale muito a pena.

Abraços,

Tiago

Recomendamos para você:

Perguntas que os viajantes também leram...

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.