Dennys Amaro

 Roteiro; Custos de viagem e Câmbio, Restaurantes, Passeios e Pontos Turísticos, Hospedagem, Curiosidade   Índia, Tailândia

7 dias na Índia + 11 na Tailândia: e agora? Dicas quentes!

Oi, pessoal! Final de outubro, início de novembro, viajarei para a Índia para ficar 7 dias e 6 noites + 11 dias e 10 noites na Tailândia. estou fazendo uma pesquisa daquelas completas mesmo e a cada dia estou mais fascinado... sobretudo com a Índia, que é um sonho espiritual antigo. Pensie em ficar 2 dias em Delhi + 1 em Agra + 4 em Varanasi. Estou bem em dúvida se vale e se é possível fazer um bate-volta ou em Rishikesh ou Jaipur... Gostaria de insights de quem já foi. Quanto à Tailândia, pensei em 3 dias em Bangkok + 3 dias em Chiang Mai + 5 dias para as praias, ainda falta segmentar mais... Enfim,dicas de coisas imperdíveis por esses locais que eu citei? Bons hotéis também valem! Muito obrigado desde já!

Meu perfil de viagem: Aventureiro, Caçador de Artes e Design, Gastronômico, Festeiro, Natureza, Fotógrafo, LGBT

Responda a dúvida de Dennys

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

4 Respostas

Rodrigo Ferreira

MELHOR RESPOSTA

Rodrigo Ferreira SÃO PAULO

respondeu 2 anos atrás

Fala cara, blz?


Eu fiquei 1 mês viajando pela Índia entre Dezembro e Janeiro, esse ano, portanto acho que as minhas dicas (pelo clima e tudo) ainda se aplicam.


Você parece estar bem ciente do que quer ver na Índia, portanto só vou fazer alguns comentários mais específicos.


Agra é uma cidade para, somente, passar o dia. Chegue cedo, passe o dia e se planeje para sair de lá. Eu não cheguei a dormir lá e realmente não é necessário. Não há muito na cidade além do Agra Fort, Taj Mahal e o que eh conhecido como Baby Taj - se quiser, é possível que eu ainda tenha o contato do Tuk Tuk que nos acompanhou o dia todo na cidade (algo que, honestamente, vale a pena - se bem negociado o preço).


Eu não cheguei a ir pra Varanasi, pois ela ficava muito fora de mão do percurso e na época que eu estava lá, devido à neblima na serra e tudo mais, o trem tinha atrasos de mais de 8 horas - a viagem levaria quase 28 horas (isso é um ponto importante pra olhar, há sites que passam a médiah de atraso de cada uma das linhas de trem na época que vc está lá). Outras pessoas podem confirmar, mas a menos que você esteja procurando um Ashram pra ficar e de fato tenha interesse em aprender mais sobre o hinduísmo (não sei se 4dias seriam o suficiente) não há muito o que fazer em Varanasi para além de 3 dias.


Considerando isso, Jaipur é uma cidade que eu recomendo muito. Eu fiquei 3 dias lá e curti demais a cidade.








curando um Ashram para ficar ou simplesmente






rodrigo belda

rodrigo belda

respondeu 2 anos atrás

Fui pra lá em casal em novembro/dezembro. 

Pegamos o voo de ida com escala em Doha. Vale a pena ver as regras de visto a depender da escala que voce vai fazer e quanto tempo vai ficar. 

Pra thailandia vc tem que providenciar o certificado internacional da febre amarela. Desembarcando na thailandia, você passa num balcãozinho no aeroporto antes de passar pela alfandega.

Todos os trajetos internos fizemos de avião, e compramos as passagens no Brasil - tem bastante opção e comprando com antecedencia não ficou tão caro. A unica exceção foram os pequenos trajetos de ferry/barco pra dois lugares (Ko phi phi e Krabi), e também compramos no Brasil - isso vale a pena ver antes, pq não tem taaanto barco assim, e vc precisa coordenar com os voos que for pegar pra não correr risco de perder um trajeto. 

Comida: na dúvida pegue sempre o Pad Thai, prato bem servido, muito gostoso e sai uns 10/13 reais. 

3 dias em bangkok é suficiente na minha visão. Fiquei no centro antigo. Hotel bom, mas a região é um pouco caída. Na minha opinião valeria ficar na região com os hoteis mais novos. Os passeios tradicionais valem a pena, e não tomam tanto tempo. Curti muito ir no Muai Thai do Lumpinee uma noite - o passeio foi o gasto mais caro da viagem mas valeu a experiência (o hotel providenciou a compra do ingresso pra nós). Também vale bastante tirar uma noite e ir em algum sky bar (não precisa ser o do "Se beber não case"). Tem vários e as vistas são demais. Se vc tem interesse em visitar o floating market vale ver isso com antecedencia, pq não é todo dia que ele acontece (o mais famoso, "dentro" da cidade).

Depois fomos pra Chiang Mai, cidade sensacional mais ao norte. A cidade é muito legal, tem templos sensacionais. Ficamos também 3 dias. Hotel excelente, chama BEd Nimman. 

O lugar é famoso pelos passeios de elefante. A gente não queria ir em nenhum que maltratasse (se tem cadeirinha pra montar, não vá), e vacilamos ao não reservar com antecedencia - faça isso se tiver interesse. Esse aqui é o mais famoso por cuidar bem dos animais, e por isso acaba sendo um pouco mais caro: https://www.elephantnaturepark.org/

Ali vale alugar um taxi/caminhãozinho pra te levar nos principais templos, o que vc consegue fazer em um dia. O mais legal é um que fica em cima de uma montanha, e tem uma vista espetacular. Imperdível. É esse o nome: wat phrathat doi suthep. 

Tiramos um dia de chiang mai para ir numa cidade vizinha, que chama Chinag Rai. Queriamos ir por causa do templo branco (chama Wat Rong Khun). A viagem até lá leva 3 horas. Aproveitamos para ir numa fonte termal (rapido, nada demais mas é caminho), no templo negro (museu Ban daam), e na aldeia das mulheres-girafa. A gente se arrependeu demais desse último, pq parece um circo humano, muito triste. 

Pagamos o taxi de ida e volta uns 130 reais (sim, por 3 horas de estrada na ida, e 3 na volta), e achamos que valeu pelo templo branco. 

Depois de Chiang Mai, voltamos pro Sul e fomos direto pra Ko Phi Phi (ilha). Lindo demais. Ali vale a pena se hospedar em algum dos hoteis de Long Beach, que é a praia mais bonita, e fica a uma distancia razoável pra cidadezinha. Pegamos um hotel só de bangalôs, com café da manhã servido de frente pro mar, por um preço bem em conta (clue sky resort - não é resort). Eles providenciam os passeios que vc quiser na recepção. Vale muito pegar pelo menos um "meio dia" e alugar um barco particular pra te levar nas praias que vc quiser (sai uns 110 reais, salvo engano). 

Não deixa de ir ver o por do sol no mirante da ilha, e fica esperta pra ir pra lá com antecedencia, pq a caminhada é longa, ingreme e pega trecho de mata. Leva também um celular com lanterna, pra não passar perrengue na volta. Em long beach tem um restaurante muito bom de frente pro mar, e na cidade também tem um bem legal tocado por um casal de ingleses (é um nome de pessoa que não lembro, acho que Anna, mas perguntando lá te falam). 

Depois de ko phi phi fomos pra krabi, pra ver o famoso por do sol de lá...acabou que foi o único dia que choveu. 

Na volta, paramos em Doha. Aí tá o lance do visto. Como nossa parada ia dar umas 17 horas, decidimos pegar um visto para podermos sair do aeroporto. E ficando num hotel "grande", você pede e eles providenciam pra voce. Pagamos um pouco caro, mas não queriamos o risco de não dar certo. E deu tudo ok, menos o fato de nossas malas não poderem ser retiradas na "escala", aí ficamos o dia com a roupa do corpo. Um dia de Doha valeu pela experiencia, especialmente o museu de arte islamica. 

Boa sorte! 

Fui pra lá em casal em novembro/dezembro. 

Pegamos o voo de ida com escala em Doha. Vale a pena ver as regras de visto a depender da escala que voce vai fazer e quanto tempo vai ficar. 

Pra thailandia vc tem que providenciar o certificado internacional da febre amarela. Desembarcando na thailandia, você passa num balcãozinho no aeroporto antes de passar pela alfandega.

Todos os trajetos internos fizemos de avião, e compramos as passagens no Brasil - tem bastante opção e comprando com antecedencia não ficou tão caro. A unica exceção foram os pequenos trajetos de ferry/barco pra dois lugares (Ko phi phi e Krabi), e também compramos no Brasil - isso vale a pena ver antes, pq não tem taaanto barco assim, e vc precisa coordenar com os voos que for pegar pra não correr risco de perder um trajeto. 

Comida: na dúvida pegue sempre o Pad Thai, prato bem servido, muito gostoso e sai uns 10/13 reais. 

3 dias em bangkok é suficiente na minha visão. Fiquei no centro antigo. Hotel bom, mas a região é um pouco caída. Na minha opinião valeria ficar na região com os hoteis mais novos. Os passeios tradicionais valem a pena, e não tomam tanto tempo. Curti muito ir no Muai Thai do Lumpinee uma noite - o passeio foi o gasto mais caro da viagem mas valeu a experiência (o hotel providenciou a compra do ingresso pra nós). Também vale bastante tirar uma noite e ir em algum sky bar (não precisa ser o do "Se beber não case"). Tem vários e as vistas são demais. Se vc tem interesse em visitar o floating market vale ver isso com antecedencia, pq não é todo dia que ele acontece (o mais famoso, "dentro" da cidade).

Depois fomos pra Chiang Mai, cidade sensacional mais ao norte. A cidade é muito legal, tem templos sensacionais. Ficamos também 3 dias. Hotel excelente, chama BEd Nimman. 

O lugar é famoso pelos passeios de elefante. A gente não queria ir em nenhum que maltratasse (se tem cadeirinha pra montar, não vá), e vacilamos ao não reservar com antecedencia - faça isso se tiver interesse. Esse aqui é o mais famoso por cuidar bem dos animais, e por isso acaba sendo um pouco mais caro: https://www.elephantnaturepark.org/

Ali vale alugar um taxi/caminhãozinho pra te levar nos principais templos, o que vc consegue fazer em um dia. O mais legal é um que fica em cima de uma montanha, e tem uma vista espetacular. Imperdível. É esse o nome: wat phrathat doi suthep. 

Tiramos um dia de chiang mai para ir numa cidade vizinha, que chama Chinag Rai. Queriamos ir por causa do templo branco (chama Wat Rong Khun). A viagem até lá leva 3 horas. Aproveitamos para ir numa fonte termal (rapido, nada demais mas é caminho), no templo negro (museu Ban daam), e na aldeia das mulheres-girafa. A gente se arrependeu demais desse último, pq parece um circo humano, muito triste. 

Pagamos o taxi de ida e volta uns 130 reais (sim, por 3 horas de estrada na ida, e 3 na volta), e achamos que valeu pelo templo branco. 

Depois de Chiang Mai, voltamos pro Sul e fomos direto pra Ko Phi Phi (ilha). Lindo demais. Ali vale a pena se hospedar em algum dos hoteis de Long Beach, que é a praia mais bonita, e fica a uma distancia razoável pra cidadezinha. Pegamos um hotel só de bangalôs, com café da manhã servido de frente pro mar, por um preço bem em conta (clue sky resort - não é resort). Eles providenciam os passeios que vc quiser na recepção. Vale muito pegar pelo menos um "meio dia" e alugar um barco particular pra te levar nas praias que vc quiser (sai uns 110 reais, salvo engano). 

Não deixa de ir ver o por do sol no mirante da ilha, e fica esperto pra ir pra lá com antecedencia, pq a caminhada é longa, ingreme e pega trecho de mata. Leva também um celular com lanterna, pra não passar perrengue na volta. Em long beach tem um restaurante muito bom de frente pro mar, e na cidade também tem um bem legal tocado por um casal de ingleses (é um nome de pessoa que não lembro, acho que Anna, mas perguntando lá te falam). 

Depois de ko phi phi fomos pra krabi, pra ver o famoso por do sol de lá...acabou que foi o único dia que choveu. 

Na volta, paramos em Doha. Aí tá o lance do visto. Como nossa parada ia dar umas 17 horas, decidimos pegar um visto para podermos sair do aeroporto. E ficando num hotel "grande", você pede e eles providenciam pra voce. Pagamos um pouco caro, mas não queriamos o risco de não dar certo. E deu tudo ok, menos o fato de nossas malas não poderem ser retiradas na "escala", aí ficamos o dia com a roupa do corpo. Um dia de Doha valeu pela experiencia, especialmente o museu de arte islamica. 

Boa sorte! 

Paula Castro

Paula Castro

respondeu 2 anos atrás

Em tempo: Jaipur vale a pena sim! A cidade é linda, tudo é gostoso, acho que vale ir!
Varanasi tbm vale super, pq a experiência no Ganges é incomparável... A cidade fica fora de mão, mas ver o nascer e o pôr do sol no rio... cara, é incrível demais. Dá um negócio no coração, sério. Mas não precisa de 4 dias, não. Eu cheguei lá numa tarde, fiquei 2 dias inteiros (se não me falha a memória) e parti em seguida. Foi o primeiro destino da minha viagem, então na primeira tarde só fiquei de boa no hotel e nos arredores, pra descansar de mil horas de voo. No dia seguinte saí do hotel tipo 4 da manhã pra ver o sol nascendo no rio, dei uma volta pela cidade (lá é ótimo pra comprar seda e tecidos), e de noite voltei pro Ganges pra ver o sol se pondo e a cerimônia que estava rolando nas margens do rio, por conta do Diwali (a cerimônia rola sempre, só que nesse dia era mais longa e um pouquinho diferente por conta do feriado). No dia seguinte fui ao bairro muçulmano e arredores, e naquela noite ou na manhã seguinte (já não me lembro mais) fui embora.

Sobre a Tailândia não sei opinar, pq não fui.

Paula Castro

Paula Castro

respondeu 2 anos atrás

Oi Dennys, td bem?


Como já falaram e vc parece que já sabe, Agra não é lugar pra ficar mto tempo, mesmo. Tem só o Taj e o Agra Fort pra ver, em 1 dia vc mata.

Maaaaas eu notei q vc usou a tag Fotógrafo no post :D 
Se vc é fotógrafo ou se interessa por fotografia, talvez valha programar as coisas de um jeito mais específico.

Explico: a luz no Taj Mahal muda muito durante o dia - como qualquer outro lugar, claro, mas o Taj cria atmosferas diferentes conforme a luz. Minha experiência foi assim:

Pensando nas variações de luz (pq sou fotógrafa), dormi uma noite em Agra. Cheguei num dia à tarde, fui pro Agra Fort, e em seguida fui ver o pôr do sol no Taj Mahal. Foi legal, mas descobri que essa é uma das piores horas pra entrar lá. Quero dizer, entrar foi tranquilo, mas o Taj fecha logo que o sol se põe e não há qualquer iluminação lá, e fica uma multidão gigante querendo sair ao mesmo tempo, no escuro, achei meio caótico. Claro que valeu a pena e rendeu boas fotos, apesar de estar com bastante neblina (era final de outubro). Mas aí no dia seguinte... ah, o dia seguinte! Entrei assim que abriram os portões. O sol tava nascendo. Aquela luz suaaave da manhã, o Taj ainda vazio... cara, foi foda demais. A luz tava linda. Mas, indepentende disso, o Taj tava vazio e só por isso já valeu a pena. No resto do dia lá fica tão cheio mas tão cheio que é um parto fazer uma foto sem que alguém atrapalhe.

Aí, passei a manhã lá, almocei e segui viagem.

Em resumo: não precisa necessariamente dormir lá, mas estar  dentro do Taj bem cedinho é o segredo pra aproveitar o lugar e fazer boas fotos!

Sua viagem tão sonhada planejada por um Expert de viagem

O Instaviagem.com é uma agência online especializada em planejar roteiros 100% personalizados e feitos sob medida para cada viajante. Você preenche um questionário informando todas as suas preferências e orçamento e recebe uma consultoria de um verdadeiro viajante profissional!

Veja opções de roteiros personalizados para Índia, Tailândia,

PLANEJAR MINHA VIAGEM

Responda a dúvida de Dennys

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

Recomendamos para você:

Perguntas que os viajantes também leram...

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.