Vale a pena unir Mendoza e Santiago de carro no inverno?

Roteiro...

Pessoal, estou planejando o meu roteiro de férias de inverno no final de agosto e início de setembro.
Morro no RS então é economicamente interessante ir à Mendoza de carro. No entanto, estou muito interessada a ir a Santiago, já que são apenas 340 km!!
No entanto, tenho várias dúvidas:
- Inverno, vale a pena atravessar a fronteira do Chile?
- Roteiro de no máximo 10 dias. Consigo conhecer os principais pontos turísticos sem correria de: Mendoza, Santiago, Valparaíso e Vina?
- Melhor reservar uma viagem apenas ao Chile para curtir com mais tranquilidade?

Agradeço imensamente a ajuda de vocês! A dúvida está atrapalhando a construção do meu roteiro, hehe!
Muito obrigada!!

Meu perfil de viagem: Aventureiro, Mochileiro

Responda a dúvida de Taís

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

3 Respostas

Ordenado por:
Camila Sayuri

MELHOR RESPOSTA

Camila Sayuri São Paulo

respondeu 8 meses atrás

Oi Taís!

No inverno é possível que a estrada feche depois de uma nevasca, então pode ser um pouco arriscado tanto pela segurança pessoal quanto pelo $ investido em hoteis etc. Apesar de serem apenas 340km, a viagem de ônibus dura umas 7, 8 horas, então pode ser que a viagem de carro não seja tão simples e rápida. Se você quer muito ir, dizem que a opção mais segura é o ônibus mesmo.

Também depende muito do que você planeja ver em Mendoza. Acredito que se fosse até Santiago e quisesse juntar Viña e Valparaiso no roteiro, ficaria meio corrido... se contar o tempo da viagem de carro de 10 dias acho que vale analisar qual é o seu ritmo de viagem ideal. Eu por exemplo, não sou do tipo que consegue fazer mil coisas no mesmo dia, se você consegue pode ser que valha muito mais a pena :) 

Eu sou suspeita para falar, mas na minha opinião vale conhecer o Chile em uma outra viagem, aí você teria mais tempo para conhecer Santiago e quem sabe incluir o Atacama ou a Patagônia no roteiro!

Bianca Macedo

Bianca Macedo Ribeirão Preto

respondeu 7 meses atrás

Oi Thaís! Eu acabei de chegar de Mendoza/ Santiago...

Acredito como dito nos comentários anteriores, talvez você corra o risco da fronteira estar fechada por conta do gelo, e pelo que vivenciei e conversando com os Argentinos é mais rápido ir de ônibus por uma questão de segurança devido ser uma estrada perigosa (no sentido de precisar de experiência para dirigir em montanhas e também porque dependendo se você for de final de semana pode pegar trafego na alfandega e sua viagem de 7 horas pode se transformar numa viagem de 10 horas), porém por mais que concordo sobre o fato de você poder ir depois para o Chile em outra ocasião, queria te falar que o percurso da viagem de um país para o outro (de ônibus) foi um dos mais bonitos que já fiz na minha vida e valeu muito a pena. Você vai perder esse tempo viajando mas também vai estar fazendo uma viagem muito bonita com uma ótima vista de paisagens das quais não vai encontrar em Mendoza. Eu por exemplo fui de Mendoza para Santiago numa quarta-feira de manhã e voltei no domingo a noite e por mais que não conheci muitas coisas achei que a viagem valeu muítissimo a pena! Eu não sei como é seu ritmo de viagem e quais lugares você quer conhecer em Mendoza, mas seria legal você ponderar e pensar se prefere conhecer mais lugares de uma forma mais corrida ou ficar só em Mendoza (que também tem muítissimas coisas para fazer) e deve ser mais bonita ainda no frio. 

Boa Viagem (:

Luiza Diz

Luiza Diz Santiago

respondeu 7 meses atrás

Eu acho que depende do que exatamente vc quer conhecer, mas sinceramente acho um pouco corrido tudo isso em 10 dias. Se quiser fazer só Mendoza e Santiago, é mais tranquilo. Vc pode inclusive ir de ônibus, são 7h de viagem, dá pra ir durante a noite, economizando tempo e dinheiro.

Mas no inverno corre o risco, sim, de o caminho dos andes estar fechado e você não conseguir ir/voltar ou atrasar a viagem e vc perder um tempo que poderia estar passeando. Principalmente se vocês não estiverem acostumados a dirigir na neve, recomendo que pesquisem sobre e tenham muito cuidado. O caminho da cordilheira, mesmo que liberado, muitas vezes está congelado e há algumas normas que o carro deve atender para poder subir (ter correntes para 'amarras' nos pneus, por exemplo).


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Perguntas que os viajantes também leram...

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.