SILVIA  ANDRADE

 Arte Música e Cultura, Aventura, Gastronomia, Viagens Românticas, Mochilão, Vida Noturna   Ásia, Europa, América, Oceania, Antartida, África

Tatuagem é assunto sério ou puro impulso?

Hoje em dia, nem a tatuagem é para sempre...

E se você chegar em casa e aquela "vibe" tiver acabado?

Dependendo da cor e da profundidade da marca, pode ser tão demorado, dolorido (e caro) retirar, que mesmo os atuais recursos para remover a decoração, pode desanimar os candidatos.

Quem já fez uma “tatoo” durante (ou inspirado) numa viagem?

Está feliz até hoje ou se arrependeu no caminho de casa?

Façam um esforço e coloquem as fotos para mostrar como ficou (eu estou tentando criar coragem) e este é um post que merece a ilustração.

Meu perfil de viagem: Aventureiro, Mochileiro

Responda a dúvida de SILVIA

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

3 Respostas

Ordenado por:
Rosana Oliveira

Rosana Oliveira Cerquilho

respondeu 6 meses atrás

olha pra mim é sério, tenho atualmente 4 (virão mais, rsrsrs) as que tenho todas tem um significado na minha vida, e nunca faço por impulso, tenho um mapa mundi no meu braço (lembrando minha paixão pelo planeta (viagens)).. só vou ficar devendo a foto pq não tenho pra postar agora, mas faça quando vc tiver certeza, para não se arrepender depois..pq nem sempre da pra tirar e a pele ficar bonita como antes.

Marcia Lessa

Marcia Lessa Timóteo - MG

respondeu 6 meses atrás

Ei Silvia, bom dia!

Olha eu adoro tatuagens, mas como sempre trabalhei em funções mais tradicionais, as minhas três ficam em lugares que só aparecem quando eu quero. É engraçado como a tattoo ainda é tratada como um certo tabu por algumas pessoas.

Quanto a inspiração em viagens, eu tenho uma que foi inspirada em um acapamento que fiz no Parque Estadual do Rio Doce. Dirigindo rumo ao acapamento (a  estrada é chão e rodeada pela mata Atlântica) eis que uma nuvem de borboletas aparece na frente do carro, diminui a velocidade e elas ficaram por um bom tempo circulando e eu apreciando. A sensação era deliciosa, o vento, o sombreado e umidade da mata, os odores, as cores e claro as borboletas. Apelidamos a estrada de "o Caminho das Borboletas" (hehehe, nada original). Ao retornar para casa tatuei o caminho, ficou muito legal. Só não vou postar a foto, porque como disse, elas ficam escondidinhas.

E quanto a arrependimento, não aconteceu com nenhuma das minhas tatoos, todas tem uma historinha e eu pretendo fazer mais.

Beijos.


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Perguntas que os viajantes também leram...

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.