Jana Almeida

Perrengue!!

Pessoal muita boa tarde!!!
''bora'' por a mente para funcionar e deixar de lado o sono e a preguiça depois de um belo almoço!!!!

Qual foi o maior perrengue que vocês já passaram em uma viagem??

Meu perfil de viagem: Aventureiro, Mochileiro

Responda a dúvida de Jana

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

7 Respostas

Ordenado por:
Relatos de Viagem  - Laís

MELHOR RESPOSTA

Relatos de Viagem  - Laís Florianópolis

respondeu 6 meses atrás

Bom, cada viagem tem seus perrengues pequenos.. Acho que o meu maior foi num voo pra Floripa-Campinas-Recife-Fernando de Noronha. O avião não conseguiu pousar em Campinas por causa da chuva e por aí foi. Resumo da ópera.. ficamos esperando um encaixe e acabamos dormindo no aeroporto e perdendo um dia de praia rsrs

Elisa Moreira Emanar por aí

Elisa Moreira Emanar por aí Praia da Joaquina (Florianópolis)

respondeu 6 meses atrás

Quando compramos passagens para Gênova (Itália) e quando estávamos no avião, orientações em francês, nós demos conta de que estávamos indo para Geneve(Suíça)!!

Elaine Moraes

Elaine Moraes Campinas

respondeu 6 meses atrás

Nossa!muitos perrengues.Já perdi trem, voo,ja bati carro em Roma,ja fui assaltada em Nápoles,ja reservei hotel e quando cheguei la ele nao existia,já levei muita geral em aeroporto,quase fui presa em Ímola,e muito mais,dá pra escrever vários livros,rs

Marcia Lessa

Marcia Lessa Timóteo - MG

respondeu 6 meses atrás

Vixê, Jana. Cada viagem sempre tem um perrengue. Mas, o que mais me marcou foi em Buenos Aires.

Eu e meu filho estávamos voltando de Ushuaia e iríamos passar dois dias em Buenos Aires. Eu havia agendado um hostel em San Telmo, porém, o vôo atrasou e quando chegamos ao hostel ele estava fechado. Insistimos muito, mas nada de abrirem. Era de madrugada e o taxi já tinha ido embora.

Se eu estivesse sozinha, não ficaria muito preocupada, mas com um garoto de 14 anos em plena madrugada, fiquei tensa. Fui a um bar pedir informações sobre outro hostel. Eles me indicaram uma casa, (fui a pé puxando as malas)chegando lá não funcionava mais como hostel, era tipo uma república e parecia uma torre de Babel, com diversos jovens de diferentes nacionalidades. Eles no receberam super bem, pediram desculpas por não poder nos acomodar e fomos para a internet pesquisar algum lugar próximo para nos hospedarmos. Um jovem italiano de 18 anos resolveu tudo, chamou um taxi, deu o endereço e eu fiquei aliviada por encontrar um lugar para descansar, nesta altura já estávamos exaustos.

Bom, o problema é que o lugar era um pardieiro. Pedi banheiro privativo, mas não tinha porta e estava imundo. Meu filho falou que não usaria o banheiro de jeito nenhum. Então, lá fui eu lavar o banheiro com o que dispunha. Depois não tínhamos toalhas, solicitamos ao hostel e elas vieram usadas e molhadas, tivemos que nos enxugar com papel higiênico. 

Finalmente, cama! Embora tudo imundo o cansaço era maior e desmaiamos. No dia seguinte, conseguimos um local melhor para nos abrigar. 

Hoje virou história e a gente ri quando se lembra, mas na hora, foi meio desesperador.

Ed On The Road

Ed On The Road São Sebastião-SP

respondeu 6 meses atrás

Jana, acabei passando por um, mais por estar com a minha mãe, que não estava apta para tal "aventura", mas no final acabou se saindo super bem, mas enfim... foi assim:

Estavamos em Tânger , Marrocos  e como todo bom turista, nos meti (eu e minha mãe) num hostel beeeemmm lá no meio da Medina, que é o bairro popular e mais tradicional deles. Aquilo é um labirinto e não dá pra arriscar uma caminha sem se perder.

O que fizemos?

Contratamos um guia local, um jovenzinho que falava centenas de idiomas e ofereceu-se para nos mostrar a cidade em troca de dinheiro.

Tudo estava correndo bem, até que 2 sujeitos mal encarados, cheirando um pozinho suspeito em plena luz do dia e com olhos muito estalados começaram a nos seguir. Começamos a ficar assustados, uma vez que eles começaram a ser bem insistentes e colar na gente, mas ai o guia falou para ficarmos tranquilos que não ia acontecer nada. Acreditamos até o ponto em que os dois cercaram-no e começaram a querer roubar o suposto dinheiro que havíamos dado a ele.

Resumindo, não fizeram nada a mim e minha mãe, mas o guia fugiu e nos deixou sozinhos no meio de um lugar que não sabíamos onde, pois já estávamos ha mais de 2h passeando. Detalhe: era último dia e saímos apenas para um último passeio e comprar umas lembranças, pois o taxi estaria nos esperando no hostel para levar-nos para o aeroporto.

Mesmo super perdidos, encontramos muitas pessoas boas e são muitas mesmo, os dois elementos eram exceção, e enfim encontramos o caminho de volta. Chegando lá, o taxista com cara de bravo, mas explicamos e ele ficou chateado pela situação e voltou a abrir o sorriso.

Pegamos as malas, taxi, aeroporto e rumo a Espanha. :D

Lugares mencionados
  1. Tânger , Tangier-Assilah -Tetuão
  2. Marrocos , MA
Cláudia Ferreira

Cláudia Ferreira Ribeirão Preto

respondeu 6 meses atrás

Sinceramente nenhum. Até algo que não tenha saído a contento, encaro como desafio, aprendizagem e isso me motiva a superar qualquer perrengue. 

Rosana Oliveira

Rosana Oliveira Cerquilho

respondeu 6 meses atrás

por enquanto ainda não tive um grande perrengue. mas ja peguei errado a fila do avião.. quando ia pra foz do iguaçu, no voucher estava marcado um portão e depois na hora eu vi que na fila que estavam falando de outro destino, ainda bem que deu tempo de pegar o avião certo... rsrsrsrs

Responda a dúvida de Jana

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Perguntas que os viajantes também leram...

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.