Mateus Souza

 Aventura   Índia

Lugares exóticos para conhecer na Índia

Caros,

estou pensando em ir para a Índia assim que possível. Queria algumas dicas de passeios diferentes que vocês já fizeram por lá. Vale qualquer coisa, quero aventura haha

Devo ir sozinho e, como a Índia é um país barato, grana não deve ser problema.

Valeu!

Meu perfil de viagem: Aventureiro, Mochileiro

Responda a dúvida de Mateus

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

6 Respostas

Ordenado por:
Alex Fisberg

MELHOR RESPOSTA

Alex Fisberg são paulo

respondeu 11 meses atrás

Seguinte.... Viajar na India é “muito fácil”. Dá pra ir de um lado pro outro de trem ou de ônibus e até de avião por muitíssimo barato. Na minha opinião, o trem é bem melhor que o ônibus nas longas distâncias (sim, você vai fazer viagens de mais de 12 horas se quiser explorar o país). A melhor dica de todas que posso te dar são alguns sites que você pode ver, reservar e comprar passagens de trem, avião e onibus. Vou tentar também te ajudar a montar algumas opções de rota em relação ao que eu acho que vale a pena você ver, ok?

Para trens e aviões: www.cleartrip.com (esse é o melhor- e aceita cartão de crédito internacional -, mas você pode fazer consultas também pelo site oficial de trem WWW.irctc.co.in ) Obs: Trens tem que comprar com certa antecedência – você tem que checar a disponibilidade dos assentos)

Para ônibus: WWW.redbus.co.in

O melhor site de informações sobre a Índia é o http://www.indiamike.com/ , mas claro, Google e Wikitravel são excelentes opções para coisas específicas (muitas das pesquisas vão cair nos fóruns desse site indiamike)

Cidades recomendadas:

Delhi: Se você for chegar por Delhi, sugiro reservar uns dois dias pra explorar a cidade. Tem bastante museus, embaixadas e mercados que vale a pena conhecer. A “vila madalena” de lá chama Hauz Kaus e vale um belo passeio (sugiro fim de tarde no tarde + noite em um dos restaurantes por lá). É uma boa cidade para ir fazendo a transição da Índia, afinal Delhi é o mais próximo de um lugar normal que vocês vão visitar. Vale a pena visitar o templo de Lotus, da religião Bahai e uma passada em Connaught Place, conhecido com CP e que é a “5th avenue” ou a “Oscar freire” indiana, mas uma praça gigantesca com bastante coisa pra ver.

Pra cima de Delhi

Ameritsar: Golden Temple, estadia e comida de graça. Esse é de longe um dos lugares mais bonitos e interessantes que fui. É a capital da religião Sikh. O Golden Temple é incrível, você pode se hospedar lá mesmo (um quarto, com cama e cobertir de graça) e freqüentar a cozinha 24 horas, também de graça. Recomendo fortemente 2 dias. No primeiro chegar pela manha, aproveitar o templo e explorar a cidade. As 2-3 da tarde, você pode pegar um taxi coletivo para ir à Waga Border. Espetáculo na fronteira entre a India e Paquistao, parece um jogo de futebol com milhares de pessoas assistindo e torcendo pela troca da guarda entre os dois países. Por último o templo a noite é espetacular.

Dharmasala: Não fui, mas é a cidade do Dalai Lama.Dizem que é muito gostosa, calma e cheia de natureza pra apreciar. Se vocês derem sorte pegam alguma palestra ou serviço levado pelo próprio Dalai. Detalhe, tem um “lama” brasileiro morando e pregando por lá. Chama-se Lama Michel, vale procurar por ele se estiverem por lá.

Rishikesh: Montanhas super agradáveis e parte do Ganges limpa. Se vocês gostam de caminhada, hiking e um clima super “tranqüilo” (padrão Índia) vale muito a pena. É também a capital da Yoga no país, então pelo menos uma aula experimental vale a atenção de vocês. Tem rafting, milhares de restaurantes agradáveis na beira do rio e centenas de templos pra ver. Lá também tem um Baba brasileiro, o Prem Baba. É uma experiência muito legal ir ouvir o sermão dele, a música é muito gostosa e tem um clima espiritualizado bem intenso (sem soar muito zen...). Recomendo um almoço numa espécie de creche que tem por lá, gerida por estrangeiros e que o dinheiro gasto vai para o projeto.

Pra “direita” de Delhi:

Varanasi: Cremação de corpos e muita intensidade cultural. Um dos lugares mais sagrados para o hinduísmo. Milhões de pessoas viajam para essa cidade para realizar cremações de entes queridos (muitos deles vem ainda vivos para morrer na cidade). As cremações acontecem 24 horas na beira do Ganges, ao ar livre e você pode observar quanto quiser. É interessantíssimo. Além disso, a cidade transpira cultura indiana, é absurdamente intensa e curiosa. Quer sentir um pouco de Índia, esse é o lugar. Tudo fica mais ou menos à beira do Ganges, com as diferentes entradas chamadas Gaths. Alugamos um barquinho pra dar uma volta no Ganges, nada de mais mas mesmo assim vale a pena. Eu entrei no Ganges mas não recomendo: é tão poluído quanto o Tietê nesse ponto.

 

Agra: Taj Mahal. Aqui não tem muito o que te dizer. É praticamente obrigatório ir. Dá pra fazer tudo em um dia só: pega um trem de Delhi pela manhã, “aluga” um Tuc tuc pelo dia, vai sair uns 200 rúpias para te levar no Taj Mahal, no Red Fort, levar pra almoçar e te devolver na estação de trem (com a possibilidade de ter que parar na loja do governo no meio do caminho...)

Khajurao: Kama Sutra. Khajurao é uma cidade linda e super organizada, suuper turística e também muito interessante. Os templos da cidade são todos ornamentados com sexo, orgias, homossexuais, sexo com animais e muitas outras coisas que você jamais imaginaria vindas da cultura indiana, tão “presa”. Vale muito a pena passear no complexo principal de templos e depois alugar uma bicicleta para visitar o resto da cidade e os templos mais “longes” (nem 10 minutos de distância do centro)

Calcutá (Kolkata): Rio de Janeiro indiano. Eu não visitei Calcutá, mas um amigo meu que viajava comigo o tempo todo foi pra lá depois que a gente se separou e contou só coisas boas. Praia legal, clima jovem na cidade, muita vida cultural e uma semelhança com o RJ, segundo ele. É meio “fora de mão” mas de avião você chega la moleza(ou de Varanasi).

 (Vrindavan): Hare Krishna. Essa cidade vale a pena se você estiver com tempo sobrando. É muuito interessante e tem uns 50 templos Hare Krishna (foi aqui que o cara peregrinou pela primeira vez, e atraiu até o George Harrison dos Beatles). Um clima muito pra cima, muita hospitalidade e um mercado bem interessante

Pra “esquerda” de Delhi

Rajastão:

-Udaipur: É dita a cidade mais romântica da Índia. De fato vou dizer que tem muito charme e um clima que só o Rajastão vai trazer. É dominada pela influência dos Maharajas e Marajás que viviam aliam e construíram templos, palácios e a cidade em si. O Rajastão em si é famoso pelo artesanato, o que eles chamam de Craftswork. Muita escultura em pedra e em madeira. Não lembro de cerâmica, mas há muita coisa bonita e obviamente barata.

-Jaipur: A cidade rosa. Assim como Udaipur, essa cidade atrai um tipo de turista mais “fresco”, o que garante uma melhor estrutura para a cidade. Um bom negócio é pagar um Tuctuc para levar vocês o dia todo para conhecer todos os locais turísticos. Se não me engano são 13 e o preço não deveria passar de 200 rúpias pro dia todo (uns 4-5 dolares). 

-Pushkar: Uma delícia. Parece uma vila antiga, com um clima muito gostoso e calmo. Apesar da rua principal ser absurdamente turística e abarrotada de lojinhas, há muitos restaurantes “roof top” que valem a pena ser explorados. (assim como outras cidades sagradas da India não é permitido vender alcool, mas você pode pedir com jeitinho cerveja que vai conseguir mesmo nos restaurantes) Se você for chegado em comidas “special” – leia-se drogas, maconha e etc – existem duas coisas que são poderosas e muitas vezes legais: Bang Lassi, conhecido como special Lassi, que nada mais é do que uma bebida preparada com iogurte e a planta feminina da maconha, e alguns space cakes vendidos na rua. (atenção: o lassi é beem poderoso)

-Jaisalmer: não fui, mas saindo de jaipur ou Pushkar, recomenda-se ir para lá. É meio deserto e tem uns passeios de camelo pra fazer. Dizem que é bem bonito.

Pra “baixo de Delhi”

Hampi: Acho que o lugar mais gostoso que fui. Leia o meu texto chamado “por que viajar aos finais de semana” no blog... O problema é que é um pouco mais pro sul então tem que combinar da onde você vai pra lá. Eu recomendo uns 3-4 dias no mínimo. É um clima meio Jericoacoara, com um rio no meio dividindo a cidade entre a parte calma e a agitada (as duas são bem calmas). Vale a pena cruzar para o outro lado do rio, fazer escalada, ir até uma represa que há la perto e visitar as ruínas (eu aluguei uma moto e recomendo fortemente – aprendi a andar lá...). Recomendo longos cafés da manha e jantar pelo menos um dia no Mango Tree. As pousadinhas e restaurantes são em geral uma delicia, as pessoas super simpáticas e dali parece que o mundo é uma beleza ;)

Mumbai: Cidade grande, caótica, pobre mas intensa. Sou suspeito pra falar de Mumbai por que passei uma boa parte do meu tempo lá estudando desiguladade social, explorando as favelas e os bairros chiques. Se vocês quiserem um banho de realidade, há um tour por dentro da maior favela da Asia, Dharavi, que é bem interessante. Ao mesmo tempo há a casa mais cara do mundo, custando U$1 bilhão de dólares, com 27 andares, 600 empregados para 6 moradores e uma arquitetura esdrúxula. A casa chama Antilia. Além disso, vale um passeio pelo bairro turístico de Colaba e tomar pelo menos uma cerveja no bar mais famoso de lá, chamado Leopold’s (que já foi vítima de um atentado terrorista no passado). Vale também um pulo no Indian Gate e no hotel Taj (também vítima de terrorismo). Há passeios de barco saindo do Indian Gate para Elephanta’s island e outros destinos que se vocês estiverem com tempo também valem a pena.

Goa: Praias e ocidente. Passei apenas um fim de semana aqui, mas é a região mais famosa pelas praias e todo o clima ocidental. As praias são “lindas”, mas não se comparam às nossas brasileiras. É o menos estado, então da pra explorar bem. As praias do sul e do norte valem a pena e é interessante escolher um hostel no meio para ter acesso aos dois pólos. Mais uma vez acho que vale a pena alugar uma moto e ficar livre para ir de um lado ao outro.

Para o sul:

Pondycherry: Influencia francesa, linda praia e muito charme. A cidade é uma delícia, cheia de restaurantes gostosos, um clima bem ocidental e um calçadão bem agradável. É a melhor conexão com Auroville e Chennai, então se vocês decidirem ir para esses lugares eu recomendo fortemente uma passagem por aqui (Chennai – Pondy – Auroville)

Auroville: projeto de cidade interessantíssimo. A cidade foi criada nos anos 70 para ser uma universidade internacional de convivência humana. Na prática. Um jeito de unir espiritualidade e harmonia à um cotidiano normal. Mas de normal eles não tem nada! No centro da cidade há um domo gigantesco –e lindo – onde as pessoas meditam diariamente. Há um centro de visitas onde vocês podem pegar toda a info sobre como faz para visitar os diferentes lugares lá dentro. Sugiro alugar moto para passear pela cidade (parece meio rural, as coisas são longes uma das outras). Vocês podem se hospedar lá dentro ou em Pondy e fazer viagens diárias pra la. Já aviso, para conhecer realmente Auroville, entender as propostas, ter uma vivência verdadeira lá, precisa de pelo menos uns 10 dias e se envolver com diferentes propostas de voluntariado e aulas, mas com certeza 2-3 dias são o suficiente para ver a cidade e tem uma experiÊncia interessante. (eu não fiquei 10 dias, e eles são meio “fechados”, por isso estou dizendo. Vale a pena entrar no site e ler sobre Auroville.

Chennai: Cidade grande, agitada e com praia. Eu não recomendo muito tempo por aqui, mas é a melhor forma de chegar à Pondicherry e Auroville. Podem passar um dia na praia de Chennai, dar uma volta na cidade e tal. Eu fui para essa cidade à trabalho (o que não é bom sinal já que estava estudando pobreza e semi escravidão...hehe) mas é uma das cidades que mais crescem na Índia. Se tiverem planos de ir pro Sri Lanka, é o melhor – mais barato – lugar pra sair (vão pagar algo em torno de 80 dolares de passagem e uns 100 de visto).

Kerala: O estado mais limpo, organizado e rico. Kerala é famoso pelas praias e pelas chamadas backwaters. Se vocês estão numa pegada “romÂntica”, sugiro uma ou mais noites nas casas-barco (houseboats) das backwaters. Não é muito barato pros padrões indianos, mas é charmosissímo. A praia de Varkala é das mais legais.

André Renato Ramos

André Renato Ramos São Paulo

respondeu 1 ano atrás

Olá Mateus!

Na verdade é difícil encontrar o que não é exótico na Índia! rsrs Desde New Delhi á Varanasi ou de Agra á Nainital , a Índia encanta pela fantástica diversidade de templos, comidas, paisagens e ver o antigo e o novo convivendo lado á lado.

Segue alguns lugares que realmente gostei de conhecer:

Red Fort e Jama Masjid - Old Delhi

Amber Fort, Jagmandir ou o Hall da Vitória, Jai Mahal e o Templo de Kali - Jaipur

Fatehpur-Sikri - Entre Jaipur e Agra

Golden Temple dedicado a Lord Rama - Orchha

Templos de Khajuraho - Khajuraho

Sarnath - Varanasi

Arati á beira do Rio Ganges - Varanasi

Golden Temple dedicado a Lord Shiva - Varanasi

Agora, o que você não pode deixar de fazer é entrar no Rio Ganges. Se não quiser entrar em Varanasi, tente ir mais próximo a nascente ao norte, mas entre!

Um abraço e Excelente viagem! 

André Renato Ramos adicionou foto de Índia Foto 1

Lugares mencionados
  1. New Delhi , DL IN
  2. Varanasi , UP
  3. Agra , UP
  4. Nainital , UK
  5. Índia , IN
Lídia Borges

Lídia Borges Goiânia

respondeu 1 ano atrás

Mateus, ñ conheço a Índia, mas acompanho o blog do Marcos Holtz, o Mochila Crônica, conhece? O cara é fera, totalmente anti "turismo convencional". Acho que lá vc vai saber de muitos lugares "exóticos". Ele tem uma série só da Índia. Dê uma olhada: mochilacronica.com/category/india. 

Divirta-se!

Leandro Soares

Leandro Soares

respondeu 7 meses atrás

Minha dica é se você ver nome de ruas, estatuas, pessoas com nomes brasileiros, não se assuste. E até pergunte se a pessoa tem algum amigo ou parente que fala portugues. A cidade de GOa era uma provincia portuguesa então não é impossivel de achar algum indiano falando portugues.

Patricia Ramos

Patricia Ramos São Paulo

respondeu 7 meses atrás

Mateus, como é sua primeira viagem, te sugiro um roteiro básico pelo melhor da Índia: Delhi Jaipur Agra Orchha State Khajuraho Varanasi e você pode incluir Rishikesh onde é possível fazer rafting. 

Em Jaipur dá para fazer passeio de balão.

Se precisar de ajuda para montar o roteiro me chama: https://www.facebook.com/wanderlustassessoriaemviagens/

Lugares mencionados
  1. Delhi , Nova DL IN
  2. Jaipur , RJ
  3. Agra , UP
  4. Orchha State , Orachha Jhansi MP
  5. Khajuraho , Chhatarpur MP
  6. Varanasi , UP
  7. Rishikesh , Dehradun UK

Responda a dúvida de Mateus

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Perguntas que os viajantes também leram...

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.