Arte, Música e Cultura   Europa, Ásia, África, Oceania, América

Hábitos e culturas diferentes

Gente, quais os hábitos / culturas estranhas vocês já se depararam quando foram viajar?!?


O que eu achei mais estranho foi no Myanmar em que a galera NÃO senta na calçada. Quando eles querem "descansar" eles ficam de cócoras!! É bem bizarro e até parece macacos quando estão sentados (antes que algum politicamente correto venha, não é preconceito racial viu).... deve ter uma técnica específica pq pra mim isso deve fazer a perna ficar dormente!!



PS: essa tópico virá a ser uma sessão de vídeos no meu canal do youtube. Se quiser ver assuntos de viagem me segue lá: https://www.youtube.com/channel/UCIQFO1rh0lfyow5xQ0tX5-w?sub_confirmation=1

Meu perfil de viagem: Aventureiro, Mochileiro

Responda a dúvida de Raquel

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

5 Respostas

Ordenado por:
Elaine Moraes

MELHOR RESPOSTA

Elaine Moraes Campinas

respondeu 1 ano atrás

Oi Raquel!

Quando estive no Líbano ,meu anfitrião me levou em uma praia Chekka ,frequentada apenas por muçulmanos,e vi que as mulheres se banhavam no mar com roupas,aqueles vestidos pesados com manga longa,e mais  roupas por baixo,tipo blusas,saias,lenço na cabeça,era verão um calor de 40 graus, elas saiam da agua e sentavam na areia.Não pude tirar fotos de perto,faz parte da cultura muçulmana ,mas me chamou muito a Elaine Moraes adicionou foto de Europa,Ásia,África,Oceania,América Foto 1atenção .Vou colocar uma foto eu e minha irmã devidamente vestidas para um banho de mar,bermuda e blusinha de verão,fomos duramente criticadas pela pouca roupa que usavamos.

Lugares mencionados
  1. Líbano ,
  2. Chekka , , Líbano Setentrional, Líbano
Oldwoman Passing By

Oldwoman Passing By  Norwalk (Connecticut)

respondeu 1 ano atrás

Oi, Raquel: adoro observar culturas diferentes, ter ido ao Iran 
e ser obrigada a usar véu para cobrir os cabelos, orelhas e pescoço me proporcionaram uma boa experiência. As vestimentas tem que ser roupas largas e compridas até os joelhos, não pode aparecer o formato do corpo feminino. Para as rebeldes, tem uma Polícia Moral para fiscalizar. Por isso, as nativas usam o chador, uma espécie de lençol que cobre da cabeça aos pés. E também não se pode cumprimentar um homem estendendo a mão, a não ser nas raras ocasiões em que eles tomarem a iniciativa. Nos bares, nada de rock nem álcool. E uma mulher não pode andar na rua acompanhada de um homem que não seja seu marido ou parente. Às vezes, a Polícia Moral para o carro e pede documentação.

Também foi ótimo ter ficado na casa de um morador local, pois se aprende que todo esse comportamento é só na rua. Nas casas e nos apartamentos, rolam altas festas, com rock e álcool, meninhas de top e shortinho. Se algum vizinho chama a polícia, eles interrompem a festa, a polícia vira as costas, tudo recomeça. 

3) ainda no Irã, em Isfahan, fui a um restaurante em que, no lugar de mesas, havia muitas camas. Muito engraçado, tirar os sapatos, subir em cima de uma cama e pedir o cardápio. Olhar nas mesas em volta e ver todo mundo achando aquilo muito natural. Não tirei fotos de outras "mesas" porque ficavam todas próximas e achei invasivo.

Oldwoman Passing By  adicionou foto de Europa,Ásia,África,Oceania,América Foto 1  

Lugares mencionados
  1. Oregon , , United States
  2. Iran ,
  3. Isfahan , , Iran
Tiago Imperatori

Tiago Imperatori Lajeado

respondeu 1 ano atrás

Eu fui ao casamento de um amigo árabe que mora há anos no Canadá e tudo foi bem diferente:

* nada de bebida alcoólica;

* postagem de fotografias em redes sociais somente com autorização (principalmente das mulheres);

* saudar uma mulher somente dizendo "oi" ou, se ela der mais intimidade, um aperto de mãos;

* o mais engraçado de tudo: homens são separado das mulheres na hora da festa. Mulheres ficam em um salão e os homens em outro, com bolo, bebidas (sem álcool) e DJ.

As danças eram muito diferentes e não me atrevi muito nos passos deles, mas me diverti bastante e fiquei super feliz por ter participado de algo tão diferente da minha cultura.

Ana Claudia Medeiros

Ana Claudia Medeiros Natal

respondeu 1 ano atrás

O hábito uruguaio de andar por tudo que é canto com a garrafinha de mate debaixo do braço me chamou muita atenção. É o dia todo o povo carregando aquilo para lá e para cá e tomando mate.

Marcella Albo

Marcella Albo Brasília

respondeu 1 ano atrás

Oi, Raquel e pessoal!

Que legal eles sentarem de cócoras! Tem alguns índios que também tem esse costume... As mulheres mais antigas costumavam dar a luz nessa posição! Nossa cultura influencia até no nosso corpo, desenvolvimento de músculos, alongamento... por isso para eles deve ser bem tranquilo, enquanto que para nós é um terror!

Bom, sobre culturas estranhas, eu tive que me acostumar quando fui morar em Portugal . Sabe aquela história que português é grosso, né? Ora pois! Passei por algumas situações nas quais xinguei - mentalmente - até a última geração da pessoa hahahha Achava todos extremamente arrogantes, até aqueles que eram meus colegas. Isso durou alguns meses, até que eu comecei a observar como eles interagem entre si e vi que essa grosseria e arrogância deles é normal! Aliás, para eles nem é visto como grosseiro, é só a forma natural deles falarem e interagirem mesmo. 

O mais engraçado foi quando chegou no verão e a forma de interação mudou completamente! Percebi que eles estavam mais solícitos e até esboçavam algumas brincadeiras comigo. O maior choque pra mim foi quando eu pedi informação já esperando uma patada (teve uma vez que perguntei "você sabe onde fica o lugar x?" e a pessoa me respondeu "sim" e ficou calada) e o senhor me levou até o local!

depois que me acostumei e vi que esse era a forma deles mesmo comecei a ficar bem mais relaxada e sem medo de falar com os portugas! 

Lugares mencionados

Responda a dúvida de Raquel

Escreva a sua resposta...
RESPONDER

Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Perguntas que os viajantes também leram...

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.