WANDERLUST – ESSE INCONTROLÁVEL DESEJO DE VIAJAR, SAIR POR AÍ...


 Chile, França, Espanha, Bélgica, Argentina    5720 visualizações

Outro dia, li um artigo que dizia que o desejo incontrolável de viajar é genético, uma herança que te faz querer desbravar o mundo e se aventurar por aí. Fiquei pensando a respeito e acredito que faz sentido.

Sempre gostei de viajar, aliás, tomei esta decisão ainda criança. Meu pai também gostava e quando viajávamos juntos, era um mundo de descobertas. Sentávamos juntos no ônibus, eu na janela e meu pai no corredor. No trajeto, ele me mostrava as cidades, as paisagens, os animais, as árvores, os ambulantes no acostamento, etc. Como um homem vivido, que morou em diversos lugares e trabalhou no campo, ele sabia o nome de animais,das plantas, se ia chover só pelo amontoado do gado,  além de me contar histórias interessantes de sua vida. E eu, em minha curiosidade infantil, o enchia de perguntas.

Em uma delas, ele relatava que saiu de casa aos 12 anos, acompanhando um grupo de ciganos. É sério, na família dizem que ele seguiu com eles até os dezoito anos, a aventura só acabou quando ele foi para Juiz de Fora prestar o serviço militar e virou o cozinheiro da tropa (ele cozinhava muito bem). Seguiu me contando como eram os costumes desse povo nômade, suas tradições, descreveu um casamento cigano que ele assistiu, enfim, na minha cabecinha, cheia de imaginação, seus relatos tomavam forma e comecei a criar a ideia de conhecer o mundo.

Certo dia (era bem pequena, não me lembro da idade) vi um homem caminhando no acostamento com uma trouxa nas costas, sujo, cabeça baixa, cabelos desgrenhados.  Fiquei curiosa e perguntei quem era aquele homem. Meu pai, com sua visão peculiar de mundo, ao invés de dizer que era um mendigo, um vagabundo, me respondeu que algumas pessoas escolhiam viver de acordo com elas próprias e não como se esperavam delas. Aquele homem era um andarilho, que decidiu conhecer o mundo com suas próprias pernas. Deste momento em diante, eu decidi o que seria quando crescesse "uma andarilha, que iria conhecer o mundo todo".

Quando aprendi a ler, os livros se tornaram minhas viagens e comecei a sonhar em visitar castelos, conhecer montanhas com cumes nevados, subir em um vulcão, entrar em florestas, visitar uma cidade medieval e por aí vai.  Mais tarde vieram os filmes, sou uma cinéfila inveterada e aí surgiu o desejo de conhecer os lugares que serviram de cenário para as gravações.  Assim, foi-se formando minha determinação em viajar, herdada e cultivada do e pelo meu amado pai.

Fotos de alguns sonhos realizados:

Marcia Lessa adicionou foto de Chile,França,Espanha,Bélgica,Argentina Foto 1

Conhecendo a Laguna del Inca, lugar onde há centenas de anos, pelo que conta a lenda, o guerreiro Illi Yupanqui chorava a morte de sua amada. Ao perceber que a terra não era suficiente para conter junto com seu corpo, a dor enorme de sua partida, ele depositou ela em suas águas, e observou, até perdê-la. Dizem que nesse momento, as águas transparentes se tingiram da cor esmeralda, cor dos olhos dela, e que algumas vezes, durante as noites frias de inverno, as montanhas nevadas liberam o impregnado choro de Illi, que corre disfarçado de vento, entre as frias dobraduras do silêncio andino. Fonte: http://www.indoprochile.net/laguna-del-inca-e-portillo-2

Marcia Lessa adicionou foto de Chile,França,Espanha,Bélgica,Argentina Foto 2

 Sonho de infância, conhecer um castelo. 

O Castelo de Chambord (em francês: Château de Chambord), é um palácio da França localizado em Chambord, Loir-et-Cher, França.

É um dos mais conhecidos castelos do mundo devido à sua distinta arquitetura em estilo Renascentista francês que combina as formas medievais francesas tradicionais com as estruturas clássicas italianas. Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_de_Chambor

Marcia Lessa adicionou foto de Chile,França,Espanha,Bélgica,Argentina Foto 3

Outro sonho conhecer uma cidade medieval Bruges, Bélgica.

A Veneza do Norte. Mas Bruges tem muito mais a oferecer que seus belos canais. Claro que um passeio de barco - aqui não há gôndolas - é sempre uma boa pedida, mas a cidade flamenga tem várias belezas em terra firme. Prepare seu pé para caminhar bastante e sua garganta para pronunciar o nome dos lugares em flamengo - esqueça o francês nesta região da Bélgica. O Markt e o Burg, as duas principais praças da cidade, são cercadas por prédios medievais. Na primeira, vale a pena visitar o Campanário e na segunda, a Igreja do Sangue Sagrado. Neste mesmo centro histórico dá para fazer uma paradinha nos diversos restaurantes e lojas para beber tradicionais cervejas feitas por monges há centenas de anos e chocolates deliciosos. Fonte:http://viajeaqui.abril.com.br/cidades/belgica-bruges

Marcia Lessa adicionou foto de Chile,França,Espanha,Bélgica,Argentina Foto 4

Quando fui lá, não pensava em filmes, porém quando cheguei me emocionei e lembrei de Almodovar "La Flor de mi segredo" (1995). Ai Almodovar!

A Plaza Mayor é a principal praça da cidade de Madri e um dos melhores lugares para se aproveitar as horas admirando e reconhecendo a cidade madrilena. O surgimento e a construção fazem parte da história local, cujos reis da dinastia Habsburgo (Filipe II e Filipe III) ordenaram o planejamento do espaço.

Foi no início do século XV que a ideia da Plaza Mayor surgiu, quando as rotas comerciais que ligavam as cidades vizinhas à Madri criaram um pequeno comércio na região central da cidade. Inicialmente, vários nomes foram dados à praça, que serviu de palco para inquisições, festivais, torneios, competições, casamentos e até mesmo execuções.

A praça tem formato retangular e está rodeada por edifícios de no máximo três andares. Essa determinação vale desde a última reforma realizada, em 1854, após três incêndios. Em 1848, foi colocada uma estátua do rei Filipe III montado sobre um cavalo para homenageá-lo, assim como também foram erguidos jardins, que foram retirados posteriormente. Fonte: http://www.mundi.com.br/Ponto-Turistico-Plaza-Mayor-Madri-237106.html

Indo a Madri não se esqueça que lá, está o restaurante mais antigo do mundo o Le Boutin, há controvérsias quanto ao serviço. Vale para conhecer.

Marcia Lessa adicionou foto de Chile,França,Espanha,Bélgica,Argentina Foto 5

Montmartre e o "Fabuloso destino de Amelie Poulain" entre outros filmes. Mega charmosa, estilosa, as fotos ficaram todas linda, o carrousel, os desenhistas de ruas, a igreja de Sacre Coeur, sei lá, bateu! Um dos lugares que mais gostei em Paris.

Marcia Lessa adicionou foto de Chile,França,Espanha,Bélgica,Argentina Foto 6

E por fim, tentando estimular o gene de viagens pro filhote (desconfio que ele não tem) hehehe, acha a mãe meio maluquinha demais. Em Terra del Fuego- Ushuaia, fim do mundo. Curtimos passeios incríveis altas aventura, mas isso dá um outro post.

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.