Roteiro imperdível nas cidades históricas de Minas Gerais


 Tiradentes, São João del Rei, Ouro Preto, Mariana    4658 visualizações

Tiradentes, São João del Rey, Ouro Preto, Mariana. Ouvimos falar das cidades históricas de Minas Gerais desde as primeiras aulas de história. A região, cujo processo de formação está atrelado à atividade de mineração, é um verdadeiro museu a céu aberto, com igrejas, museus, casas coloniais, ruas de paralelepído. Pensando nisso, preparei um roteiro repleto de dicas para conhecer a região.

 Conselhos

Uma boa maneira de conhecer as cidades históricas de Minas Gerais é seguindo a rota da Estrada Real. Ela faz parte de um projeto turístico do governo do estado, e pode ser percorrida de bicicleta, de carro, etc. A viajante Mayara Castro, de Belo Horizonte, diz que existe, inclusive, um roteiro detalhado feito pelo Instituto Estrada Real, que orienta a montar todo o itinerário (com dicas de paradas, hospedagem e alimentação) de acordo com o interesse. Saiba mais aqui.

David Andrade adicionou foto de Tiradentes,São João del Rei,Ouro Preto,Mariana Foto 1

 Uma dica é fundamental para quem vai conhecer as cidades históricas de Minas Gerais: prepare-se para subir e descer ladeiras, pois, como boa parte do estado, elas estão em uma região bastante montanhosa. “Guarde um pouco do fôlego para o agito nos bares e restaurantes”, aconselha a viajante Iracema Genecco.

 As estradas mineiras têm um charme perdido em muitas das estradas brasileiras: pequenas vendas charmosas, ao invés de grandes redes de lanchonetes. Próximo ao município de Entre Rios, no caminho entre São João del Rey e Ouro Preto, não deixe de experimentar o famoso pão com linguiça do Café com Prosa.

 Tiradentes

O primeiro destino pelas cidades históricas de Minas Gerais é Tiradentes, fundada em 1718, no auge da produção de ouro. Ela está à beira de completar 300 anos e é um dos patrimônios históricos mais bem conservados do Brasil, com seus casarões coloniais presentes em quase todas as ruas.

 Mas nem só de história vive Tiradentes. O local soube aproveitar como ninguém a tradição da culinária mineira, e tornou-se um verdadeiro point gastronômico, com ótimos restaurantes. É em torno do Largo das Forras, a principal praça de Tiradentes, que localizam-se alguns dos restaurantes mais badalados da cidade. É ali também que acontece o Festival de Gastronomia de Tiradentes, no mês de agosto, que chega a reunir até 40 mil pessoas.

 O Empório Santo Antônio é a recomendação da viajante Mila Lima, de Muriaé, para comer em um lugar em que a qualidade e o preço sejam justos.

David Andrade adicionou foto de Tiradentes,São João del Rei,Ouro Preto,Mariana Foto 2

 A cultura também é muito forte por lá, como mostra o Festival de Cinema de Tiradentes, que em janeiro de 2016 esteve em sua 19ª edição, com programação gratuita.

 Dentre os lugares para conhecer em Tiradentes, destacam-se a Igreja Matriz de Santo Antônio (um dos mais belos exemplares do barroco brasileiro) e os diversos museus (Museu da Liturgia, Museu do Automóvel da Estrada Real, Instituto Mario Mendonça). Também faça a trilha para a Serra de São José, a vista lá de cima é ideal para apreciar o pôr do sol.

 O artesanato, claro, não podia faltar. No entanto, onde ele é mais famoso é no distrito de Prados chamado Vitoriano Veloso, mas mais conhecido como Bichinho. Está só a 7 km do centro de Tiradentes. São dezenas de atêlies e oficinas de arte que produzem tudo quanto a imaginação possa dar origem.

 Onde dormir

Os viajantes do Dubbi se hospedaram e gostaram das seguintes pousadas: Berço da Liberdade, Pousada da Josi e Pousada Pouso Tiradentes.

David Andrade adicionou foto de Tiradentes,São João del Rei,Ouro Preto,Mariana Foto 3

 São João Del Rei

A segunda parte do roteiro é em São João del Rei. Para ir de uma cidade a outra da forma mais autêntica possível, faça o passeio de Maria Fumaça (R$ 56 ida e volta, com saídas às sextas e sábados). Além de aproveitar uma paisagem deslumbrante pelos 16 km que separam as duas cidades, o viajante estará nos trilhos da segunda ferrovia mais antiga de Minas Gerais.

 Bem próximo à estação o turista já pode visitar o Museu Ferroviário, que conta como se deu a construção dos trilhos na região das cidades históricas de Minas Gerais. Várias locomotivas e outros acessórios do mundo ferroviário podem ser observados.

 Ainda próximo à saída da estação, vários guias estarão esperando pelas pessoas que descem da Maria Fumaça. Escolher ou não é uma opção pessoal. Mas o próximo destino obrigatório é o centro histórico e a rua Santo Antônio, utilizada pelos bandeirantes que primeiro exploraram a cidade.

 As igrejas são paradas obrigatórias, uma mais bonita que a outra. A Igreja São Francisco de Assis é daquelas que está em quase todo cartão-postal associado às cidades históricas de Minas Gerais, com sua arte barroca e rococó.

 Nela está enterrado o corpo do ex-presidente Tancredo Neves. A igreja tem um dos toques de sinos considerados dos mais bonitos existentes. A cidade, aliás, é quase uma “capital mundial dos sinos”, pois só no centro histórico são mais de 30 badaladas.

David Andrade adicionou foto de Tiradentes,São João del Rei,Ouro Preto,Mariana Foto 4

 Onde dormir

Também com ótimas opções de pousadas, São João del Rey é alternativa para quem quer fugir do agito de Tiradentes. Como as duas cidades ficam muito próximas uma da outra, é preciso escolher em qual delas ficar. Na dúvida, o viajante Daniel Machado, do Rio de Janeiro sugere São João del Rey por um motivo econômico. “No geral, é um pouco mais barato”, diz.

 A Pousada dos Sinos é a indicação da viajante Ana Paula Vasques, de São Roque. “Perto do centro histórico, com um preço bacana, os donos e funcionários são super simpáticos. E o melhor, o café da manhã é maravilhoso”, diz.

David Andrade adicionou foto de Tiradentes,São João del Rei,Ouro Preto,Mariana Foto 5

 Ouro Preto

Ouro Preto é a cidade mais visitada de Minas Gerais e a primeira cidade brasileira a ser considerada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Um final de semana é pouco para conhecer Ouro Preto e sua história - que, por sua vez, é a história do Brasil.

 Museu da Inconfidência, Igreja São Francisco de Assis, Igreja Santa Efigênia, Museu do Oratório, Matriz Nossa Senhora do Pilar, são alguns dos cartões-postais da cidade que reúne o maior conjunto barroco do mundo. No Museu Casa dos Inconfidentes, por exemplo, é possível visitar a casa onde aconteciam as reuniões dos líderes da Inconfidência Mineira, movimento separatista liderado por Tiradentes.

 Um conselho importante para quem estiver pela cidade é não deixar a programação turística em igrejas e museus para a segunda-feira, pois a maior parte está fechada nesse dia.

 É importante saber que Ouro Preto, além de turística, é também bastante universitária, por conta da Universidade Federal de Ouro Preto, uma das mais importantes do Brasil. À tarde é comum ver turistas com câmeras na mão, e, à noite, jovens reunidos em bares e restaurantes. Melhor para o turista, que ganha em opção de lazer.

 Na hora de matar a fome, a viajante Mayara Castro, de Belo Horizonte, indica dois lugares: Passo Pizza Jazz, no centro, e Restaurante Escada Abaixo, na famosa rua Direita. É nessa rua que você encontrará boa parte do agito noturno, com diversos bares e restaurantes.

 A cidade é repleta de minas, que ainda guardam a história da mineração no período auge do ouro, nos séculos XVIII E XIX. A Mina Jeje, que fica no caminho para Mariana, é uma das mais visitadas. Guias explicam como o ouro era extraído e contam curiosidades, como o uso de crianças para conseguir alcançar áreas muito pequenas dentro da mina.

 Mas Ouro Preto não vive só de turismo histórico. As cachoeiras da cidade são uma atração à parte. A viajante Jéssica Rosa, por exemplo, recomenda conhecer as cachoeiras de Santo Antonio do Leite, distrito de Ouro Preto. Algumas das melhores são: Cachoeira da Estiva (2 km do centro), Cachoeira da Chiquita (7 km), Cachoeira do Cumbi (5 km), Cachoeira da Madureira (3 km).

David Andrade adicionou foto de Tiradentes,São João del Rei,Ouro Preto,Mariana Foto 6

 Mariana

A quarta e última cidade desse roteiro é Mariana, cidade atingida pelo maior desastre ambiental da história do Brasil, o rompimento das barragens da mineradora Samarco, que atingiu os distritos de Bento Rodrigues e Paracatu, distantes cerca de 30 km do centro de Mariana. É importante pontuar, portanto, que a tragédia em nada interferiu na vida e no roteiro histórico da cidade, que, desde a tragédia, teve seu turismo afetado.

 Distante a 12 km de Ouro Preto, também tem uma Maria Fumaça que faz o trajeto entre as duas cidades (R$ 56 a ida e volta, com saídas às sextas e sábados).

 Assim como as demais cidades históricas de Minas Gerais, igrejas, museus e ladeiras estão presentes em larga escala em Mariana. Logo de cara, visite a praça de Minas Gerais para conhecer as “igrejas gêmeas”, construídas uma do lado da outra. A história que corre entre os moradores é que famílias diferentes que brigavam para ver quem tinha mais prestígio. A igreja mais bonita significaria maior prestígio.

 Mariana, a primeira capital de Minas Gerais, tem como um de seus principais atrativos o concerto de órgão na Catedral da Sé. O órgão é de grande importância artística, projetado e desenvolvido pelo alemão Arp Schnitger, um dos maiores construtores de órgão do século 18. O instrumento, por sinal, é o único exemplar da linha Schnitger fora da Europa.

David Andrade adicionou foto de Tiradentes,São João del Rei,Ouro Preto,Mariana Foto 7

 Outras cidades

Nem só de municípios tradicionais é composta a região das cidades históricas de Minas Gerais. Em Carrancas, por exemplo, o viajante pode aproveitar ótimas trilhas e cachoeiras. Coronel Xavier Chaves é muito conhecida por suas esculturas de pedra, enquanto o forte de Resende Costa é o artesanato têxtil. Em Lagoa Dourada não deixe de provar o rocambole do “Legítimo Rocambole”.

  Tem mais dicas sobre as cidades históricas de Minas Gerais? Deixe seu comentário aqui abaixo.

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Mayara Castro

Mayara Castro comentou 9 meses atrás

Eita! Delícia ver minha terrinha por aqui! Ótimas referências. Feliz em ver meu nome por aí! :)

Ana Paula Vasques

Ana Paula Vasques comentou 9 meses atrás

David, boa tarde! Adorei seu texto, estive nestas cidades ano passado e fiquei encantada com todas. Trabalho em um jornal na cidade que moro e coloquei seu texto em nosso site http://jeonline.com.br/noticia/7072/roteiro-imperdivel-nas-cidades-historicas-de-minas-gerais coloquei os créditos mas troquei algumas fotos pelas que tirei, algum problema? Por gentileza me informar sua opinião quanto a isso. Abraço!

Mauro Dowd

Mauro Dowd comentou 9 meses atrás

Muito legal!!!

Mari Duarte

Mari Duarte comentou 8 meses atrás

A parte histórica de Minas, vale muito a pena! Alguém conhece alguma empresa de viagem, ou grupo de viagem que fazem esse tipo de roteiro, saindo de São Paulo?

David Andrade

David Andrade comentou 7 meses atrás

Olá Mari! Tudo bem? Acho que vale a pena fazer uma pergunta para a galera, acho que vai ter dicas super qualificadas :)

Paula Schet

Paula Schet comentou 4 meses atrás

Oi Davi, como mineira que sou concordo com você. Minas é mesmo um espetáculo. Agencias de viagens que fazem este roteiro conheço muiiiitas mesmo Mari o que eu indico é vir de São Paulo para Minas e se encontrar com a agencia para fazer o passeio. Passarei o contato de algumas.

David Andrade

David Andrade comentou 4 meses atrás

Olá Paula!! Minas é sensancional, e o povo mineiro é bom demais haha :)


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.