Mochilão em Israel - Como conhecer Israel fora do turismo tradicional


 Israel, Ashdod, Jerusalém, Tel Aviv, Tiberias, Safed, Nazaré, Eilat, Haifa    1532 visualizações

Quem pensa que Israel é um local somente para turismo religioso está bem enganado, há também quem pensa que é perigoso, outro engano. “Mas como assim não é violento, Priscila? Eu vejo na televisão e blá blá blá...”. Acredite: quem vê televisão lá, também só aparece absurdos sobre o Brasil. O problema é o foco que se dá à violência e o desfoco nas coisas boas de lá e de cá. Posso falar com certa propriedade, já fui pra lá algumas vezes, ou mochilando, ou liderando grupos (após conhecer bem Israel, fui convidada para fazer esse tipo de trabalho... que eu amooo), e a experiência que conto aqui é a do meu primeiro mochilão nesse lugar fantástico!

Então, vamos nos despir dos preconceitos e mochilar em Israel?

Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 1

Durante vinte dias viajei do Norte ao Sul nesse país lindo, aluguei um carro com um amigo israelense e fomos explorando Israel. Para dormir, ficamos em hostel, guest house, Kibuts (depois explico o que é), barraca, carro e até alugamos um quartinho em casa de família. E digo: foi uma das melhores viagens da minha vida!

Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 2

Conheci lugares famosos, religiosos, místicos, cheios de histórias, perigosos (é o que diziam), pontos turísticos, esquecidos, fantásticos. Posso dizer que tive uma experiência bem diversificada, inesperada para um país pequenino, acho que tive aquele mesmo sentimento do europeu quando vem para o Brasil, que ama aquela diversidade toda de pessoas e paisagens, senti isso em Israel, sério!

Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 3

 Fui muito bem recebida em todos os lugares que passei: fui convidada para o jantar de shabat por várias famílias, participei de festas fechadas israelitas, fui convidada por um rabino para conhecer sua sinagoga em Safed - uma das cidades sagradas de Israel. Visitei a casa de um religioso que me levou a uma cachoeira linda em um local fechado para turistas, entrei em um mosteiro maravilhoso que já não abre para visitação, a convite. Tudo porque quis mergulhar em Israel e em sua cultura. Quando desejamos e estamos abertos para coisas novas, essas coisas realmente acontecem!

 Se você também deseja conhecer Israel, se liga nessas dicas:

 Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 4

-Se vai sozinha (o) e não tem descendência judia, já se prepara para a salinha! É muito provável que chegando em Israel, ou mesmo no aero de conexão, você seja levada para algum lugar onde passará por uma bateria de perguntas. É um processo chato, mas necessário para evitar imigração ilegal (vocês não fazem ideia de quantas pessoas tentam morar lá de forma ilegal). 

-Dá para usar transporte público (é ótimo!), mas não tem bus para alguns lugares afastados e bem menos turísticos. Alugar o carro ficou mais barato e atendeu melhor minhas necessidades, que era conhecer o máximo de lugares. Alugamos na cidade de Ashdod, pois segundo meu amigo que mora lá, seria o local com o aluguel mais barato.

Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 5

-A cultura de carona lá é bem forte, você verá gente pedindo carona em toda esquina, essa também é uma opção para economizar. Não tive coragem de pegar, mas meu amigo israelense disse que é tranquilo para turistas.

 Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 6

-De Abril a Outubro é muito calor. Quando fui em maio, peguei 48 graus na região do mar morto, dá para acreditar nisso? Mas em novembro, o clima é mais ameno, então dá até para usar uma blusinha fina durante a noite. Recomendo evitar Dezembro e Janeiro: nessa época, começa o inverno matador.

-Tem praia! Apesar da boa fama das praias de Tel aviv, eu recomendo conhecer as praias de Ashdod, que são lindas, pouco frequentadas e até dá para conhecer ruinas históricas.

-No Shabat, que vai do pôr do sol da sexta feira até o pôr do sol do sábado, quase nada funciona. Dificilmente encontrará um mercado ou bar aberto ainda mais se estiver nas cidades sagradas. Mas é como eu disse, difícil, porém não é impossível. Os bares abertos durante o Shabat ficam mais nas regiões litorâneas. Nas regiões sagradas, alguns lugares funcionam de portas fechadas, assim tem que reservar e avisar o horário que vai chegar. Conheci um assim em Jerusalém, mas a minha recomendação é respeitar a cultura local e aproveitar para descansar esses dias.

Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 7

-Não se preocupe com alimentação. A comida local é ótima, mas é muito fácil encontrar qualquer coisa por lá. Novamente falando de Ashdod: lá comi o melhor Hambúrguer da vida na Hamburgueria Burgus. Não se esqueça que é necessário escolher entre queijo ou carne, lá não dá para se mistura os dois, beleza? Não existe X-burguer, por questões religiosas.

 Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 8

-Pra quem gosta de trilha, não sei como ainda não conhece Israel! Tem trilha em todo lugar. Até para chegar nos pontos turísticos famosos, muitas vezes há uma alternativa por trilha. É tudo bem demarcado, tanto que existem pessoas contratadas somente para demarcar trilhas - função do meu amigo israelense, por exemplo. O caminho é pintado nas pedras, e é bem fácil se localizar.

Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 9

-Onde encontrar Hostel e Guest house? Você encontra nos seguintes lugares: Tel Aviv, Eilat, Jerusalem, Nazaret, Tiberias, Canna e Colinas de Golã. Nos outros lugares por onde passar, há diversas pessoas que alugam os quartos de suas casas, como acontece muito em Safed. Também há vários restaurantes na estrada que alugam quartos, ou é possível até mesmo acampar em vários lugares - é tudo bem sinalizado.

Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 10

Dica: Se passar na estrada e ver alguma plaquinha com uma cabaninha, é um sinal que você pode acampar lá.

Por fim, há a opção de se hospedar nos Kibutz, que são comunidades economicamente autônomas, baseadas em auxílio mútuos, que confesso, foi maravilhoso conhecer e me hospedar.

Minha sugestão de roteiro?

Se não tem ideia do que fazer por lá, sugiro para a primeira vez:

-Tel aviv, Tiberias (alí, não esqueça de passar no mar da Galiléia, imperdível), Safed, Nazaret, Haifa, Ashdod, Jerusalém, Em Gedi, Berseba, Ein Bokek e Eilat.

Nesses lugares poderá visitar os pontos famosos e também outros não tão famosos. Pode ir de carro ou ônibus.

 Priscila Mattos adicionou foto de Israel,Ashdod,Jerusalém,Tel Aviv,Tiberias,Safed,Nazaré,Eilat,Haifa Foto 11

Veja outras dicas minhas sobre mochilão em Israel.

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Marco Sintra

Marco Sintra comentou 10 meses atrás

Que demais Priscila! Muito bom mesmo!!

Lorena Sobral

Lorena Sobral comentou 10 meses atrás

Muito bacana Priscila! Eu também tive uma experiência parecida com a sua em novembro do ano passado em Israel. Fiquei apaixonada por Eilat ????

Priscila Mattos

Priscila Mattos comentou 10 meses atrás

Obrigada Marco e Lorena! impossível não se apaixonar por Eilat mesmo! o lugar é incrível! <3 bjo


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.