Meu primeiro post, minha primeira aventura: A descoberta


 Belo Horizonte  

Olá viajantes que por aqui irão conviver mais de perto com minhas "aventuranças"!

Pretendo transformar esse espaço tanto em reflexão das minhas memórias como viajante, como em dicas para todos que já iniciaram ou pretendem iniciar essa grande aventura que é viajar! 

Sou Patrícia Andrade, 28 anos, doutora em Desenvolvimento Econômico pela UNICAMP e no momento batalhando como muitos por uma vaga como professora universitária. "Nossa, doutora?" Sim, doutora.. e o que isso me faz diferente de você?... Afinal, também sou mulher, filha, neta, irmã, amiga, namorada e viajante também. Todas elas habitam em mim e todas elas fazem parte do que eu sou e do que transmito para o mundo!! 

E minha história como viajante muito se mistura com minha carreira profissional, pois sempre fui viajante, desde muito cedo, com a família sempre viajávamos para visitar parentes ou em férias mesmo. Sempre fui apaixonada pela  estrada.. Sentimento fascinanante de estar em casa. Mas eu sempre quis mais, ver mais!! Meu desejo só aumentou na adolêscência, e aí cheguei na graduação, muita ralação e falta de dinheiro me impediam de viajar.. E aí cheguei na pós-graduação e me deparei com a possibilidade de viajar para congressos, intercâmbios e todo universo que havia sonhado. 

Esse leque de oportunidade me gerou outro desafio não antes enfrentado: o de viajar sozinha, sem família e sem amigos. Não tive medo, nem por um segundo, minha vontade era maior que tudo!

Em 2011 recebi meu primeiro aceite de trabalho em um congresso em Belo Horizonte. A UNICAMP me proporconava alguma ajuda de custo, eu era bolsista de mestrado na época, a grana permanecia curta, mas era suficiente para conseguir ir em uma viagem rápida. Precisava me organizar, toda a execução da viagem era por minha conta e nunca havia feito nada igual. Por isso, aqui segue minhas dicas e aprendizados dessa primeira aventura:

Planejamento (pré viagem): a) Converse com pessoas que conheçam o local: dicas de qual o melhor aeroporto, lugares para hospedagem e passeios.. são sempre dicas imperdíveis, que sempre podem ser encontradas no Dubbi.com!! b) Monte um arquivo em Excel (de prefêrencia em planilhas separadas) com as seguintes informações: -sites de passagens aéreas, além das companhias tradicionais, vale a pena  pesquisar em: decolar.com (http://www.decolar.com/);  Skyscanner (http://www.skyscanner.com.br/); Kayak (https://www.kayak.com.br/), -sites de hostels e hotéis: os que eu mais uso: Hostelword (http://www.hostelworld.com/); Booking.com (http://www.booking.com/hostels) e Hi Hostel Brasil (http://www.hihostelbrasil.com.br/) - sites de ajuda em viagens: o melhor de todos é o "Quanto custa Viajar," você pode precificar todos os gastos por localidade, eh sensacional!! (https://quantocustaviajar.com/) e, por fim, uma planilha individual com os gastos que vc precificou nos sites com a estimativa de quanto irá gastar em: passagem aéreas ou terrestres, hospedagem, alimentação e passeios. Para uma viagem de mochileiro no Brasil, creio que irá gastar em torno de R$80-150/dia, dependendo do local! 

Após a fase de pesquisa, delimitação de um roteiro (simples, sem nada  fechado para deixar as surpresas do caminho virem), outro passo importante é a Preparação antes da viagem: meu grande erro nessa primeira viagem a Belo Horizonte esteve aí! 1) Levei uma mala muito grande para quem iria passar 4 dias: em viagem, menos bagagem é mais! Provavelmente você  terá q subir e descer ladeiras, carregar mala pra lá e pra cá.. portanto, escolha uma mala pequena e seja econômico! Para viagens curtas, sugiro: olhe a previsão do tempo, se for tempo bom, leve roupas leves e que possam ser usadas tanto de dia como de noite! Economize em sapatos!!! Leve sempre um tênis confortável e aquela sandália que dá pra usar tanto pra ir passear no parque quanto pra ir na balada, melhor para você! Utensílios como secador de cabelo e roupas de cama só devem ser levados em caso de extrema necessidade!! 2) Vá ao banco e cheque sua conta e seus cartões: sempre bom verificar a conta, habilitar cartão de crédito e débito e separar um montante pra viagem mais um emergencial de 10% sobre o valor da viagem.. vai que surge algum imprevisto!!

Após passagens compradas, planejamento feito.. embarquei para BH numa sexta feira, chegaria no aeroporto às 23:00 horas. De lá teria que pegar um transfer até o centro da cidade, pois a passagem aérea como era promocional, me levou ao aeroporto de Confins, o mais distante do Centro. Iria me hospedar na casa de uma amiga de uma amiga minha (a qual não conhecia e fui conhecer somente lá!) e já iria chegar quase de madrugada e lá estava ela, esperando por uma desconhecida! Ao chegar no centro me deparei com a minha mais nova amiga me aguardando e seguimos a pé até o apartamento dela que era no centro da cidade. Fui extremamente bem recebida, daquele jeito que só os verdadeiros mineiros entendem!! :) Ao se hospedar na casa de outras pessoas, sempre vale relembrar: 1) leve um presente de agradecimento: nessa viagem eu não levei e me senti muito mal depois, sempre é bom agradecer com uma lembrancinha que poderá ser guardada por aqueles que te receberam tão bem! 2) Mantenha o espaço como era antes de você chegar: limpar o que for usado, contribuir nas despesar e limpar o que sujar, são mandamentos básicos da boa educação; 3) Tente fazer programas e passeios com as pessoas que te hospedam.. nem sempre é possível, mas o convite é sempre bem vindo! 

Consegui pagar uma pizza para as meninas moradoras da casa e muito conversamos sobre costumes e a cultura local!! Pergunte!! Explore a região, a culinária e as pessoas.. troque experiências sobre como as coisas são de onde você vêm!! Esse intercâmbio é extremamente rico!! 

No meu primeiro dia de viagem, tinha que dividir meus passeios com as orbrigações profissionais e sim, é possível!! Separei previamente os eventos dos quais queria ou deveria ver na Universidade Federal de Minas Gerais e, durante intervalos, conseguia me locomover de ônibus ou táxi pela cidade! vale lembrar que se você é de São Paulo, geralmente os preços das corridas de táxi são menores do que em outras regiões e muitas vezes compensa pelo tempo economizado (percebi essa vantagem tanto em Belo Horizonte, como no Rio de Janeiro!). 

Os pontos turísticos que consegui visitar nessa viagem e que foram lindos, foram: 1) Igreja São Francisco: localizada na Pampulha, em frente a lagoa: lugar lindo cheio de obras históricas e monumentos tradicionais; 2) Mineirinho e Minerão: estavam em obras, mas construção surpreendente!; 3) Museu Inimá de Paula (no centro), encantador!; 4) Casa da Cultura de BH, também central, prédio histórico!; 5) Parque Municipal, também no centro: lindo, extremamente arborizado! 6) Pizzaria e barzinho próximo a Universidade para comemorar fim do congresso!! 

Para uma viagem de 4 dias (3 e meio, devido tempo de deslocamento aeroporto), creio que foi uma incrível primeira experiência, que me ensinou muito e abriu as portas para novas oportunidades!! 

Próximo post pretendo ir para outras viagens em ordem cronológica, mais longas e mais distantes!!

Espero ter ajudado!

Abraços viajantes!

Patrícia Andrade!

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:

Caio Martins

Caio Martins comentou 10 meses atrás

Muito legal Patrícia :)


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.