Estratégias Para Visitar os Museus Europeus


 Europa    1142 visualizações

Daniel Ribeiro adicionou foto de Europa Foto 1

Hoje eu quero falar sobre algumas estratégias que eu uso pra visitar os Museus na Europa. Parece ser até um pouco estranho falar que você precisa de estratégia para ver o Museu, mas pela experiência que eu tenho eu diria que precisa, sim!

Tem muita gente que viaja e acaba tendo uma overdose de museu, o que é ruim, porque no final se torna uma coisa muita chata e muito cansativa. Mas ao mesmo tempo tem muita gente que viaja e não quer nem passar perto de um museu, justamente por achar que é uma experiência cansativa, chata, e que não vai agregar em nada.


“…se você está vendo uma obra de arte e não está curtindo, é porque você não está entendendo o que você está vendo.”

Eu diria que, se você usar as estratégias certas, visitar um museu pode ser muito divertido, pode te acrescentar muito. Tem até uma frase que diz que, se você está vendo uma obra de arte e não está curtindo, é porque você não está entendendo o que você está vendo. No início eu não pensava assim, mas com o tempo eu fui aprendendo e entendendo um pouco mais, e a arte foi fazendo diferença para mim, foi ficando mais interessante, e eu tenho aprendido a gostar muito mais de museu depois disso.

E eu quero te falar que, não é que você precisa ser um especialista em arte e em história para que você consiga conhecer e aproveitar o museu de uma forma legal. Então, o que você precisa é entender um pouquinho, para aquela obra de arte fazer uma diferença para você. Então o que eu recomendo é: antes de você ir ao museu, compra um bom guia e tenta entender quais são as principais obras de Arte daquele museu.

A gente tende a pensar que tudo que está no museu é importante de ser visto, mas não é. A verdade é que poucas obras no museu são realmente obras-primas. Eu diria que todas são importantes, mas poucas são obras-primas, são obras que realmente fazem a diferença e que fizeram uma diferença gigante no Mundo e na História. Essas sim são necessárias que você veja.


"A verdade é que poucas obras no museu são realmente obras-primas."

Mas pra que você veja e realmente curta o que você está vendo, você precisa entender nem que seja um pouquinho do contexto, do porque ela foi criada, entender a sua linha do tempo, entender o porque que aquela obra foi feita daquela forma, por quem foi feito e qual o contexto em torno daquela obra, isso já faz uma diferença enorme.

E isso é muito simples, você compra um guia rápido – qualquer guia de viagem hoje fala sobre isso -, entende ali quais são as principais obras de arte daquele museu e o porque delas serem realmente as principais. São, no máximo, 10 páginas que você vai ler de um guia que vai falar sobre as principais obras do Museu do Louvre, por exemplo, ou do Museu do Vaticano, não importa qual seja, você vai ler menos de 10 páginas de um guia que já vai fazer muita diferença pra você na hora que você tiver vendo aquela obra de arte.

A primeira vez que eu fui no Louvre, foi na primeira vez que eu fui para a Europa e na verdade eu só entrei nesse museu porque minha mãe disse que seria um crime se eu não visitasse um museu. Mas com o tempo eu passei a aproveitar e a entender que se eu aprendesse um pouquinho sobre uma obra de arte específica, ela ia fazer muito mais diferença e se tornar muito mais interessante pra mim.


“…a forma mais tranquila e mais fácil de você evitar fila em 99% das atrações na Europa, é reservar com antecedência.”

Outra coisa importante, muitos museus na Europa tem entrada gratuita, normalmente é no primeiro domingo do mês ou no último domingo do mês, cada museu tem seu dia específico mas a maioria deles tem um dia gratuito pra você entrar. Eu não recomente que você vá nesse dia justamente por ser esse o dia mais cheio. Os museus na Europa sempre são cheios, e nos dias gratuitos são ainda mais cheios. Eu não recomendo que você vá, recomendo que você evite. Mas, se você não tem alternativa, por ser o único dia que você vai estar na cidade ou você esteja com o orçamento apertado e queira ir no dia gratuito, vá; mas tem algumas formas de você evitar fila.

Primeiro, antes de mais nada, a forma mais tranquila e mais fácil de você evitar fila em 99% das atrações na Europa, é reservar com antecedência. Entra no site, liga, cada atração vai ter sua maneira, mas 99% delas vai ter uma forma de você reservar a sua entrada. Isso é um pouco chato porque te amarra um pouco daquele dia, mas eu preciso te dizer: se amarrar um pouquinho pra ter aquele horário reservado para entrar numa atração num museu é muito melhor do que passar 2, 3 horas numa fila, coisa que é muito comum, não se engane.

Agora, chegando lá, dia gratuito, aquela fila gigante, e você não reservou com antecedência, uma outra forma de você conseguir entrar (em muitos lugares você consegue, não são todos), é ir direto na porta e dizer que você quer um AudioGuide. AudioGuide é um aparelhinho com um fone de ouvido que é um guia automático. Então, você está visitando o museu, tem um número perto da obra, você vai digitar o número e o AudioGuide vai te explicar o que é aquela obra. Você pode usar ou não, a questão é: quando você utiliza, mesmo no dia gratuito que você se propõe a comprar, a tendência é que o organizador te coloque na frente da fila pra você pagar o AudioGuide e entrar direto. Essa é uma vantagem que faz você entrar mais rápido, já aconteceu comigo, inclusive no Coliseu, e deu pra fazer isso tranquilo.


“…o AudioGuide tem entrada para fone comum, então você pega aquele do celular e divide entre você e sua esposa”

AudioGuide é uma outra opção legal, se você não conseguiu se preparar antes, se você não conseguiu ler nada sobre o assunto, chegou no museu e não sabe o que que é, pega um AudioGuide, é muito importante. Você paga um pouquinho mais, vai pagar uns 5 euros, mas vale a pena, porque você vai entender aquilo que você está vendo. E, de novo, você não precisa ser um especialista, mas e você entender um pouquinho já faz muita diferença para aquela sua visita. Então pega um AudioGuide.

As vezes a grana tá curta, pegar um AudioGuide pra você, pra sua esposa, pro seu marido e pra mais filhos fica um pouco mais caro mas, uma opção, que ninguém vai te impedir pra fazer isso, é alugar só um AudioGuide, coloca um fone de ouvido do seu celular, por exemplo, normalmente, na maioria dos casos, o AudioGuide tem entrada para fone comum, então você pega aquele do celular e divide entre você e sua esposa, ou entre você e seu marido, e pelo menos um AudioGuide para duas pessoas, isso pode fazer, é tranquilo. Economiza entre 5 e 10 euros, e mesmo assim você vai sendo informado do que está acontecendo ali.

Então é isso, só essas dicas já ajudam você a visitar o museu de uma forma mais agradável, só volto a falar, pois é muito importante, na maioria dos lugares, reserve. Não menospreze essa dica. Reservar com antecedência pode te dar horas e horas para visitar outro local, pra almoçar num lugar legal, para estar aproveitando outra parte da cidade, para estar conhecendo outro lugar. Sempre que puder, reserve. Principalmente se você indo no verão, ou se você tiver nas cidades principais como Roma, Londres, Paris, Madrid. Essas cidades maiores que são mais confusas, que tem mais turistas, e a tendência é que você consiga pegar um horário mais vazio ou garantir sua entrada.


“Não menospreze essa dica. Reservar com antecedência pode te dar horas e horas para visitar outro local…”

Uma última dica: tente ir na parte da tarde. Na parte da tarde, na maioria das vezes, já diminui muito a quantidade de pessoas na fila. Então vai na parte da tarde que também é uma boa opção. A maioria das pessoas acordam e querem ir direto pro museu pra depois curtir a parte da tarde. Faça o caminho inverso que a tendência é que você pegue um museu bem mais vazio.

Compartilhe esse texto com mais pessoas. É muito legal você compartilhar, pois a ideia é passar essas informações para mais pessoas, pra que elas entendam que é mais fácil, que pode ser mais barato e que pode ser mais tranquilo. Eu conheço muita gente que foi para a Europa e teve experiências ruins por não conhecer um ou outro detalhe e dica que eu falei aqui agora, por exemplo. Então, compartilhe com mais pessoas.

Tem alguma dúvida, comentário ou dica? Coloca aqui embaixo, vou ficar muito feliz de saber, eu leio todos os comentários!

Abraços,

 
Daniel Ribeiro
GoEuropa.com.br
 
>> Se você gostou dessa dica, eu tenho uma ainda melhor! Eu preparei um ebook, completamente gratuito, com ainda mais dicas para sua viagem para Europa. Para receber esse ebook gratuitamente é só clicar aqui.

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.