Cachoeiras, cânions e grutas na Chapada Diamantina


 Diamantina  

O Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia, é um dos lugares mais incríveis que o Me Leva Junto passou até agora. Saímos de lá com a alma renovada. É impossível conhecer todo o parque em pouco tempo: são 57 cidades, 150 vilarejos e mais de 70 mil km². Mas vamos dar algumas dicas com base na nossa experiência.

A Chapada Diamantina tem dois lugares principais que geralmente o pessoal fica. Um se chama Vale do Capão, pertencente ao município de Palmeiras, e tem um ar um pouco mais roots. É bem pequeno, tipo uma vilazinha, com ruas de terra, e sem muita estrutura.  

Na alta temporada, os turistas podem alugar casas de moradores locais que aproveitam o período para conseguir um dinheirinho a mais. O legal de Capão é o cuidado com a natureza e o turismo sustentável que é praticado por lá.

O outro lugar que o pessoal dorme é em Lençóis, que é mais estruturado. Lá tem hotéis maiores, que dão conta dos milhares de turistas que a pequena cidade de 10 mil habitantes recebe por ano. Lençóis é parada obrigatória para quem visita a Chapada Diamantina.

Fred Mesquita adicionou foto de Diamantina Foto 1

O trekking do Vale do Pati é um dos pontos altos do passeio, pois a vista da natureza é surpreendente - além do próprio vale, cachoeiras como a do Buracão, em meio a um cânion, fazem valer a pena. As trilhas variam de dois a seis dias, e são de diferentes níveis de complexidade.

Também gostamos muito de ir na fazenda Pratinha, que tem um rio com água cristalina e a Gruta Azul, um lago com água azul transparente. Os viajantes costumam fazer flutuação na parte interna da fazenda, lá tem colete, máscara, snorkel para alugar. Na hora que termina a gruta, tem uma tirolesa de 85 metros, a 12 metros de altura.

Agora, se sua paixão são quedas d´águas, nós indicamos a cachoeira da Fumaça, a segunda maior do Brasil, com 380 metros, cuja trilha começa a 70 km de Lençóis. Não preciso nem explicar o nome: de tão alto, os respingos de água parecem fumaça.

E por último não podemos esquecer do Morro do Pai Inácio, de 1.120 metros de altura. A vista 360ºC lá de cima é o que há de mais belo na Chapada Diamantina. Ainda mais se for no pôr do sol.

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.