Torci meu pé, perdi meu voo, fiquei doente e foi uma viagem incrível


 El Calafate, Argentina    1176 visualizações

- VOCÊ VAI VIAJAR DE NOVO? SOZINHA E PARA UM PAÍS PERIGOSO COMO A ARGENTINA? NO MEIO DAS AULAS DA FACULDADE? FAZER O QUÊ?

Foi assim que meu pai recebeu a notícia. Mais uma das minhas viagens na qual eu não planejo nada. Só compro a passagem e vou. Eu sei, o mundo está perigoso, ainda mais para uma mulher viajando sozinha e blábláblá, mas quem liga para o perigo quando se quer viajar? Partiu Patagônia! E minha vida já estava de cabeça para baixo. Perigo seria continuar em Brasília. Só precisei mendigar umas roupas de frio com as amigas.

Quando cheguei em Buenos Aires, confesso que a falta de planejamento me angustiou um pouco. Não sabia se tinha tomado a melhor decisão. Mas já não tinha volta.

Marcella Albo adicionou foto de  Foto 1

Comprei as passagens de ida e volta para El Calafate, cidade base para se conhecer a geleira Perito Moreno, uma das reservas de água doce mais importantes do mundo. O voo saía no outro dia pela manhã, do aeroporto Ezeiza – que fica muito longe.

Eu disse muito longe, né? Muito. Achava que tinha o controle da situação. Quem liga para planejamento quando se tem sorte? Ledo engano. Havia algum tempo que não viajava e tinha esquecido como as coisas acontecem comigo quando eu me meto na estrada.

Péssima hora para esquecer disso. Voltando para o hostel na noite antes de pegar o voo, torci feio meu pé, daqueles que você só quer gritar um “manhêê, fez dodói”. Até hoje não entendo como... olhos mareados, mas disse para mim mesma: “eu sou forte!”

Mas eu percebi que podia piorar. Mesmo correndo e mancando, com 3 horas de antecedência, eu perdi o voo. A cena não foi das mais dignas da minha vida. A mochila grande mal colocada, meu pé doendo, roxo, o cabelo fora do lugar, a cara inchada de chorar. Caceta, por que eu fui me meter nisso? Que diabos eu vou fazer SOZINHA, no meio do gelo, com o pé torcido?

Ok, bola pra frente. Comprei outra passagem, dessa vez com destino a Ushuaia, a cidade mais austral da Argentina. Cheguei ao aeroporto com quatro horas de antecedência por garantia. Agora o problema era outro: procurei na internet e não havia um hostel com vaga, nem um couchsurfer para me acolher. Mas eu ia, nem que tivesse que dormir nas montanhas. Vai ter Patagônia, sim!

Marcella Albo adicionou foto de  Foto 2

Depois de uma assustadora turbulência, um rapaz começou a conversar comigo e eu não entendia nada. Ele, como um grande boludo (algo como brincalhão) estava rindo da minha cara. Contei todas as minhas lamúrias e brigas com o universo e, nessa hora, eu já estava começando a rir da situação.

A partir daí a sorte começou a sorrir para mim. Ele trabalhava em um hostel e viu que tinha vagas. Em Ushuaia, subi o Glaciar Martial e passeei pelo Canal Beagle, onde me encantei com a diversidade de vida que até um dos lugares mais frios do planeta pode abrigar. Fui ainda ao Parque Nacional.

Depois subi, de ônibus, para El Calafate, meu destino original, em uma viagem muito fria que durou quase um dia. Os sinais do cansaço e da dor do meu pé começavam a incomodar e eu adoeci. Mesmo assim parti para o tão esperado encontro com o Perito Moreno.

Não sei como, mas entrar em contato com aquela obra da natureza foi transformador – mudei minhas certezas e planos de vida. Esse foi um daqueles momentos inesquecíveis, de tirar o fôlego. No mini trekking, eu torci meu pé – de novo – mas a alegria era tanta que eu já não sentia dor nem frio. Tudo estava bem. A partir dali eu estava pronta para o que viesse. Toma essa, universo!

Marcella Albo adicionou foto de  Foto 3

Ainda fui para tomar um matecito na beira da laguna. Pena não ter ficado um pouco mais lá. Entre sortes e reveses, minha viagem ia acabando com um saldo positivo.

O que deu errado vira história para contar e, espero, aprendizado. No meu mínimo de planejamento as coisas saíram como deveriam. Por isso eu gosto de viajar mais livre, sem roteiros definidos. Deixa espaço para a estrada me revelar surpresas.

Perfil da Marcella Albo

marcella.albo@gmail.com

- - - -

Se você curtiu esse texto, ficaria extremamente feliz se pudesse dar um nele aí embaixo ou compartilhar com seus amigos!

COMENTÁRIOS:


Fique por dentro das novidades e melhores dicas:




Instagram


Viajantes também leram:

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Dubbi é um novo espaço para pessoas incríveis que amam viajar possam interagir, se ajudar e compartilhar suas histórias e dicas de viagem.

Junte-se a nossa incrível comunidade de +35.000 de viajantes experts do Dubbi.